sicnot

Perfil

Desporto

Cruyff elogia trabalho dos médicos que o tratam a um cancro no pulmão

O antigo internacional holandês Johan Cruyff elogiou hoje o "trabalho excecional" dos médicos que o estão a tratar a um cancro no pulmão, observando que a sucessão de acontecimentos no futebol lhe deixa pouco tempo para se preocupar.

Johan Cruyff foi ainda mais específico, dizendo que Kroos nem sequer foi nomeado, enquanto Cristiano Ronaldo, vencedor do troféu nos dois últimos anos, "foi invisível durante o Mundial [ganho pela Alemanha]". (Arquivo)

Johan Cruyff foi ainda mais específico, dizendo que Kroos nem sequer foi nomeado, enquanto Cristiano Ronaldo, vencedor do troféu nos dois últimos anos, "foi invisível durante o Mundial [ganho pela Alemanha]". (Arquivo)

© STRINGER Mexico / Reuters

"Estão a passar-se tantas coisas no futebol e eu amo tanto [a modalidade] que não tenho tempo para me preocupar. E se me preocupo tão pouco é também devido ao trabalho excecional dos médicos", disse Cruyff, de 68 anos, no artigo de opinião que assina no diário De Telegraaf.

O antigo futebolista e treinador, que deixou de fumar e se tornou num símbolo da luta antitabágica desde que foi operado ao coração, em 1991, confirmou há cerca de duas semanas que sofre de um cancro no pulmão.

Cruyff foi campeão da Europa pelo Ajax em 1971, 1972 e 1973, mudando-se em seguida para o FC Barcelona, pelo qual apenas conseguiu o cetro europeu enquanto treinador, conduzindo os catalães ao seu primeiro título continental em 1992.

Lusa

  • Encontradas 120 botijas de gás para "um ou vários atentados"
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Nicolás Maduro quer convocar "cimeira mundial de solidariedade"

    Mundo

    O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, reiterou este sábado que convocará uma "cimeira mundial de solidariedade" com o país, que permita atenuar a "campanha criminosa" que considera existir contra a Venezuela, cujo Governo está cada vez mais isolado internacionalmente.

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.