sicnot

Perfil

Desporto

Cruyff elogia trabalho dos médicos que o tratam a um cancro no pulmão

O antigo internacional holandês Johan Cruyff elogiou hoje o "trabalho excecional" dos médicos que o estão a tratar a um cancro no pulmão, observando que a sucessão de acontecimentos no futebol lhe deixa pouco tempo para se preocupar.

Johan Cruyff foi ainda mais específico, dizendo que Kroos nem sequer foi nomeado, enquanto Cristiano Ronaldo, vencedor do troféu nos dois últimos anos, "foi invisível durante o Mundial [ganho pela Alemanha]". (Arquivo)

Johan Cruyff foi ainda mais específico, dizendo que Kroos nem sequer foi nomeado, enquanto Cristiano Ronaldo, vencedor do troféu nos dois últimos anos, "foi invisível durante o Mundial [ganho pela Alemanha]". (Arquivo)

© STRINGER Mexico / Reuters

"Estão a passar-se tantas coisas no futebol e eu amo tanto [a modalidade] que não tenho tempo para me preocupar. E se me preocupo tão pouco é também devido ao trabalho excecional dos médicos", disse Cruyff, de 68 anos, no artigo de opinião que assina no diário De Telegraaf.

O antigo futebolista e treinador, que deixou de fumar e se tornou num símbolo da luta antitabágica desde que foi operado ao coração, em 1991, confirmou há cerca de duas semanas que sofre de um cancro no pulmão.

Cruyff foi campeão da Europa pelo Ajax em 1971, 1972 e 1973, mudando-se em seguida para o FC Barcelona, pelo qual apenas conseguiu o cetro europeu enquanto treinador, conduzindo os catalães ao seu primeiro título continental em 1992.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.