sicnot

Perfil

Desporto

Sampdoria despede treinador Walter Zenga

A Sampdoria anunciou esta terça-feira a rescisão do contrato com o treinador Walter Zenga, dois dias depois de a formação de Génova ter perdido por 2-0 na receção à Fiorentina, na 12ª jornada da Liga italiana de futebol.

O antigo guarda-redes, de 55 anos, iniciou a temporada no comando técnico da Sampdoria, sucedendo ao sérvio Sinisa Mihajlovic, proveniente do Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos. (Arquivo)

O antigo guarda-redes, de 55 anos, iniciou a temporada no comando técnico da Sampdoria, sucedendo ao sérvio Sinisa Mihajlovic, proveniente do Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos. (Arquivo)

© Tony Gentile / Reuters

"A Sampdoria comunica que o senhor Walter Zenga foi dispensado do cargo de treinador da equipa. Lamentando o fim da relação profissional, o presidente Massimo Ferrero e toda a direção desejam a Walter Zenga a maior sorte no seu futuro profissional", lê-se no sítio da Sampdoria na Internet.

O antigo guarda-redes, de 55 anos, iniciou a temporada no comando técnico da Sampdoria, sucedendo ao sérvio Sinisa Mihajlovic, proveniente do Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos.

A carreira de Zenga conta passagens por clubes dos Emirados Árabes Unidos (Al Jazira, Al-Nasr e Al Ain), Arábia Saudita (Al Nassr), Itália (Palermo e Catania), Roménia (Dínamo Bucareste, Steaua Bucareste e Progresul), Turquia (Gaziantepspor) e Sérvia (Estrela Vermelha).

A Sampdoria, que conta com o defesa central português Pedro Pereira, ocupa a 10.ª posição da Liga italiana, após 12 jornadas, com 16 pontos, menos 11 do que os líderes Fiorentina e Inter Milão.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.