sicnot

Perfil

Desporto

Guarda-redes húngaro morre aos 32 anos

O antigo guarda-redes húngaro Marton Fulop, que fez grande parte da sua carreira no futebol inglês, morreu esta quinta-feira, com 32 anos, devido a um cancro, revelou a imprensa local.

Fulop, que foi 24 vezes internacional pela Hungria, abandonou o futebol em 2013, devido a doença, e nunca mais regressou ao futebol profissional. (Arquivo)

Fulop, que foi 24 vezes internacional pela Hungria, abandonou o futebol em 2013, devido a doença, e nunca mais regressou ao futebol profissional. (Arquivo)

© Toby Melville / Reuters

Fulop, que foi 24 vezes internacional pela Hungria, abandonou o futebol em 2013, devido a doença, e nunca mais regressou ao futebol profissional.

Formado nas escolas do MTK Budapeste, o guardião ingressou aos 21 anos no Tottenham e acabou por representar quase uma dezena de clubes ingleses, incluindo Manchester City, Sunderland, Leicester City e Stoke City.

Antes de abandonar o futebol, Fulop estava ligado ao Asteras Tripolis, da Grécia.

Lusa

  • O dia em que o Brexit começa
    1:25

    Brexit

    A primeira-ministra britânica já assinou a carta que vai enviar ao Conselho Europeu para formalizar a vontade do Reino Unido de sair da União Europeia. O artigo 50.º do Tratado de Lisboa será ativado nas próximas horas. Na véspera, Theresa May recebeu da Escócia um novo contratempo político.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Governo vai dar mais meios à investigação criminal
    2:34

    País

    A ministra da Justiça garante que o Governo vai dar mais meios à investigação criminal, mas assegura que não vai mexer nos prazos dos inquéritos. A questão tem sido insistentemente levantada pela defesa de José Sócrates, que se queixa de que a Operação Marquês já ultrapassou todos os prazos.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.