sicnot

Perfil

Desporto

Vice-presidente da UEFA multado por se recusar a cooperar em investigação à FIFA

O vice-presidente da UEFA, Angel Villar Llona, foi multado em 23 mil euros por se recusar a cooperar na fase inicial das investigações à atribuição dos Mundiais de 2018 e de 2022.

O Comité de Ética da FIFA considera que o dirigente espanhol foi protagonista de uma conduta imprópria. (Arquivo)

O Comité de Ética da FIFA considera que o dirigente espanhol foi protagonista de uma conduta imprópria. (Arquivo)

© Jorge Silva / Reuters

O Comité de Ética da FIFA considera que o dirigente espanhol foi protagonista de uma conduta imprópria.

Só mais tarde, Angel Villar Llona revelou uma maior abertura para colabarar com as autoridades sobre os contornos da candidatura conjunta de Espanha com Portugal, para a atribuição do Campeonato do Mundo de 2018.

  • Primeiro-ministro admite que retatório sobre Tancos possa ser "fabricado"
    2:06

    País

    O primeiro-ministro garante que o relatório divulgado pelo Expresso sobre o desaparecimento de armas em Tancos não é de nenhum organismo oficial e admite até que possa ser fabricado. Costa critica ainda o líder do PSD por ter comentado uma notícia que não confirmou. As Forças Armadas também negaram a existência de qualquer relatório sobre Tancos que o jornal reafirma existir e ser verdadeiro.

  • Maratona da democracia em Barcelona
    1:18

    Mundo

    Na Catalunha, milhares de pessoas alimentam o braço de ferro com Madrid. Em Barcelona decorre a maratona pela democracia, na Praça da Universidade. A iniciativa repete-se noutros 300 municípios da região.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.