sicnot

Perfil

Desporto

República Checa revalida título da Fed Cup em ténis

A República Checa revalidou este domingo o título da Fed Cup em ténis, depois de a dupla composta por Karolina Pliskova e Barbora Strycova se ter imposto às russas Anastasia Pavlyuchenkova e Elena Vesnina, no encontro de pares.

A República Checa, que herdou o legado desportivo da Checoslováquia, somou o seu nono título na competição, o terceiro nos últimos quatro anos.

A República Checa, que herdou o legado desportivo da Checoslováquia, somou o seu nono título na competição, o terceiro nos últimos quatro anos.

© David W Cerny / Reuters

Em Praga, no encontro decisivo, com a final empatada a dois, as checas impuseram-se pelos parciais de 4-6, 6-3 e 6-2.

"É a minha primeira experiência na Fed Cup, por isso estou muito feliz com o que conseguimos fazer", afirmou Karolina Pliskova, que venceu o último encontro de singulares e levou a decisão para o encontro de pares.

Com a eliminatória a favor das russas (2-1), após a vitória de Maria Sharapova sobre Petra Kvitova, a checa Karolina Pliskova evitou o triunfo das russas, ao bater Anastasia Pavlyuchenkova, por 6-3 e 6-4, no último encontro de singulares.

"É definitivamente uma das maiores vitórias da minha carreira", garantiu Karolina Pliskova, 11.ª da hierarquia mundial, que ao lado de Barbora Strycova "selou" o nono triunfo da República Checa na competição.

Do lado russo, a capitã Anastasia Myskina, mostrou-se desapontada por a Rússia ter falhado a conquista do troféu que venceu em 2004, 2005, 2007 e 2008, mas enalteceu a prestação das suas compatriotas.

"Tentámos, fizemos o nosso melhor. Estou orgulhosa das minhas jogadoras, acho que elas estiveram bem", disse.

A República Checa, que herdou o legado desportivo da Checoslováquia, somou o seu nono título na competição, o terceiro nos últimos quatro anos.

Os Estados Unidos, com 17 triunfos, são o país com mais vitórias no historial da principal competição feminina de seleções, que se disputou pela primeira vez em 1963.

Lusa

  • Isto não é não jornalismo. Por Ricardo Costa

    Opinião

    Uma das decisões mais banais e corriqueiras do jornalismo assenta nas escolhas que se fazem no dia a dia. Que temas se abordam, que destaque se dá a este ou aquele assunto, que ângulos de abordagem se usam. São opções condicionadas por uma série de fatores - que vão do interesse e da novidade até questões tão básicas como o haver ou não jornalistas com tempo, meios e conhecimentos para o fazerem -, que estão e estarão na base de qualquer dia de trabalho numa redação.

    Ricardo Costa

  • Bruxelas multa Altice em 125 M€ devido à compra da PT

    Economia

    Os Serviços da Concorrência da Comissão Europeia decidiram multar a Altice em 125 milhões de euros no âmbito da compra da PT Portugal. Bruxelas avançou com a multa à Altice por ter começado a gerir a PT antes do negócio ter sido aprovado pela Comissão Europeia.

  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.