sicnot

Perfil

Desporto

Isinbayeva diz que a suspensão de todos os atletas russos é "totalmente injusta"

Yelena Isinbayeva, antiga campeã olímpica e recordista mundial do salto com vara, considerou hoje que a decisão da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) em suspender provisoriamente a federação russa de todas as competições é "totalmente injusta".

Lusa

Lusa

MAXIM SHIPENKOV

"Não entendo a razão por que pessoas como eu têm que sofrer pelos erros de atletas irresponsáveis. É totalmente injusto", afirmou Isinbayeva aos jornalistas russos, em Moscovo.

Esta decisão do conselho da IAAF surgiu na sequência das graves acusações apresentadas por uma comissão de inquérito independente da Agência Mundial Antidopagem (AMA), que aponta responsabilidades a altos dirigentes russos e da própria IAAF e ameaça mesmo a participação nos Jogos Olímpicos do Rio2016.

"Há pessoas que lamentaram que eu esteja a ser uma vítima do sistema neste caso. É errado. Eu estou completamente fora do sistema", reforçou a atleta russa, que ainda espera tentar alcançar a sua terceira medalha de ouro olímpica no Rio de Janeiro, depois do sucesso em Atenas2004, e Pequim2008.

Também Sergei Shubenkov, atual campeão mundial dos 110 metros barreiras, lamentou a decisão da IAAF, com uma frase na sua página da rede social Twitter.

"Porquê eu?", questionou o atleta, de 25 anos, que conquistou o ouro nos Mundiais de Pequim, em agosto, com novo recorde russo (12.98 segundos).

O conselho da IAAF baseou a sua decisão nos regulamentos dos seus estatutos, por violação dos objetivos da federação internacional, que "incluem, entre outros, o desenvolvimento e manutenção dos programas destinados a erradicar o doping do desporto e a proteção a autenticidade e integridade do atletismo"

Lusa

  • Bombeiros ficaram de prevenção após intoxicação em Corroios
    1:16

    País

    17 alunos da escola EB 2+3 em Corroios, no Seixal, foram hospitalizados esta segunda-feira com sintomas de intoxicação alimentar. Os alunos, entre os 7 e os 14 anos, foram transportados 12 para o hospital Garcia de Orta, em Almada e cinco para o hospital do Barreiro. O transporte foi feito pelos bombeiros voluntários da Amora e do Seixal mantiveram uma equipa de socorro no local apenas por prevenção.

  • "Nada mais há a dizer" sobre a Caixa
    0:13

    Caso CGD

    O primeiro-ministro voltou esta segunda-feira a dizer que já não há nada para discutir, na polémica sobre a entrega de declarações de património dos gestores da CGD. Foram as declarações de António Costa, na Cidade da Praia, à margem da quarta cimeira bilateral entre Portugal e Cabo Verde.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46