sicnot

Perfil

Desporto

Presidente da Federação Portuguesa de Futebol hospitalizado no Luxemburgo

​O presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, foi esta terça-feira hospitalizado no Luxemburgo, depois de uma indisposição, razão pela qual não marcará presença no jogo entre as seleções dos dois países, informou o organismo.

O presidente da FPF, Fernando Gomes. (Arquivo)

O presidente da FPF, Fernando Gomes. (Arquivo)

MIGUEL A. LOPES / Lusa

"A Federação Portuguesa de Futebol informa que o presidente Fernando Gomes teve esta manhã uma indisposição que os médicos entenderam ser merecedora de exames complementares no hospital local. O presidente da FPF está neste momento em observação, razão pela qual não assistirá, no estádio, ao jogo entre as seleções de Portugal e do Luxemburgo", lê-se numa nota enviada à agência Lusa.

O organismo não dá mais detalhes sobre o estado de saúde de Fernando Gomes, de 63 anos, que chefiou a comitiva portuguesa na deslocação ao Luxemburgo para a realização do segundo de dois jogos particulares, após um encontro com a Rússia no sábado.

Depois da derrota em Krasnodar, por 1-0, a seleção portuguesa defronta o Luxemburgo a partir das 20:30 locais (19:30 em Lisboa), no Estádio Josy Barthel.

Lusa

  • Enfermeiros especialistas em saúde materna retomam protesto 

    País

    Os enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia voltam quinta-feira de manhã a interromper as funções especializadas, o que pode afetar blocos de parto e maternidades. Queixam-se de "falta de resposta política adequada" e "ausência de acordos sérios".

  • Cristas vaiada em bairro de Chelas
    1:44

    Autárquicas 2017

    Assunção Cristas promete mudanças na Gebalis, a empresa municipal que gere os bairros sociais em Lisboa. Esta manhã, a candidata do CDS à câmara visitou um bairro de Chelas, onde foi vaiada por alguns populares.

  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • "Em vez de ajudarem, estavam a tirar fotos dela a morrer"
    1:13
  • Criança irrequieta domina noticiário britânico
    1:19