sicnot

Perfil

Desporto

Rui Jorge espera dificuldades mas acredita em vitória frente a Israel

O selecionador português de sub-21, Rui Jorge, disse esta segunda-feira esperar dificuldades para o jogo frente à congénere israelita, da quinta jornada do grupo 4 de qualificação para o Euro2017 em futebol, mas que acredita na vitória.

JOSE COELHO / Lusa

"Se eles se entregarem da forma como se têm entregado, se jogarem de uma forma coletiva como têm vindo a fazer, a qualidade deles vai-lhes permitir ganhar muitos jogos. Prevejo dificuldades frente a uma equipa a jogar no seu terreno. Sabemos que vai ser difícil, mas também sabemos que se estivermos ao nosso melhor nível conseguimos vencer o jogo", afirmou o técnico ao site da Federação Portuguesa de Futebol.

Contando por vitórias todos os jogos realizados até agora (quatro), Rui Jorge espera que a equipa possa melhorar a cada jogo, mesmo que se imponha lidar com a 'perda' de jogadores importantes para a equipa A, como foi o caso de Gonçalo Guedes e Rúben Neves, cujas ausências foram colmatadas por Tomás Podstawski e Nuno Santos.

"O [Gonçalo] Guedes e o Rúben [Neves] tiveram a felicidade de serem chamados para a equipa principal e isso permitiu chamar mais dois jogadores com qualidade para um espaço de eleição, no qual eles se podem mostrar e vêm provar a sua qualidade", disse

Apesar de reconhecer a dificuldade da partida, o técnico considera que uma equipa portuguesa ao seu melhor nível acabará por conseguir a vitória, frente a uma seleção que em três jogos ainda não conheceu o 'sabor' da derrota.

Israel e Portugal defrontam-se na terça-feira, no Estádio Ha Moshava, em Petah Tikva, num jogo que será arbitrado pelo norueguês Ola Hobber Nils e terá início às 17:40 (horas de Lisboa).

Nas contas do grupo, Portugal é líder isolado, com 12 pontos em quatro jogos, com quatro de vantagem para a Albânia (seis jogos) e cinco para Israel (três jogos), que segue empatado com a Hungria (cinco jogos), ambos com um de vantagem sobre a Grécia (quatro jogos). Sem pontos, no último posto, segue o Liechtenstein.

Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Cágado tratado com implante impresso em 3D
    2:26
  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.