sicnot

Perfil

Desporto

Presidente da federação chilena demite-se no âmbito do escândalo de corrupção da FIFA

O presidente da Federação Chilena de Futebol (FFC), Sergio Jadue, apresentou esta quarta-feira a sua demissão, anunciou publicamente este organismo, que considerou insatisfatórias as explicações sobre a sua alegada implicação no escândalo mundial de corrupção em torno da FIFA.

"A direção da FFC decidiu unanimemente aceitar a demissão do senhor Jadue (na imagem)", anunciou o presidente interino Jaime Baeza. (Arquivo)

"A direção da FFC decidiu unanimemente aceitar a demissão do senhor Jadue (na imagem)", anunciou o presidente interino Jaime Baeza. (Arquivo)

Jorge Saenz / AP

"A direção da FFC decidiu unanimemente aceitar a demissão do senhor Jadue", anunciou o presidente interino Jaime Baeza, em conferência de imprensa, e revelou que irão ser marcadas eleições brevemente para se encontrar um sucessor para Sergio Jadue.

A maioria dos órgãos de comunicação chilenos divulgou hoje que Jadue, que viajou para os Estados Unidos juntamente com a família para passar, segundo ele, umas férias durante seis meses, irá participar num programa de proteção a testemunhas da justiça norte-americana no âmbito de um ampla investigação sobre corrupção na FIFA.

Jaime Baeza revelou, ainda, que na semana passada a FFC solicitou a Jadue uma reunião extraordinária e urgente para que ele pudesse esclarecer dúvidas em torno de factos que foram objeto de investigação por parte da Justiça norte-americana.

"Essa reunião aconteceu na quinta-feira passada e o senhor Jadue não forneceu nem dissipou as inquietações que levantámos, razão pela qual lhe pedimos que se afastasse para bem da indústria do futebol chileno", revelou Baeza.

O escândalo de corrupção que envolve a FIFA nos últimos meses teve um impacto mundial e afetou a maioria dos dirigentes da Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) e as respetivas dez federações.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51