sicnot

Perfil

Desporto

Presidente da federação chilena vai colaborar com investigação à FIFA

O presidente da Federação Chilena de Futebol, Sergio Jadue, viajou terça-feira sob proteção para os Estados Unidos para colaborar com as investigações sobre corrupção na FIFA, noticia esta quarta-feira a imprensa chilena.

Em setembro, a justiça chilena acusou Jadue (na imagem) e outros dirigentes da federação de receberem salários ilegais. (Arquivo)

Em setembro, a justiça chilena acusou Jadue (na imagem) e outros dirigentes da federação de receberem salários ilegais. (Arquivo)

© Jorge Adorno / Reuters

No aeroporto de Santiago do Chile, Sergio Jadue, que também é vice-presidente da confederação sul-americana de futebol, disse aos jornalistas que iria de férias com a família durante uns meses.

No entanto, o jornal Mercurio, citando fontes da federação, assegura que Sergio Jadue vai sob proteção policial para testemunhar nas investigações de corrupção na FIFA.

La Tercera, um outro jornal chileno, garante que Jadue "vai colaborar com a investigação que está a ser feita pelo FBI".

Recentemente, Sergio Jadue apresentou um atestado médico que lhe permitiu deixar temporariamente a presidência da federação, assumida interinamente por Jaime Baeza.

Em setembro, a justiça chilena acusou Jadue e outros dirigentes da federação de receberem salários ilegais.

Após a investigação, Sergio Jadue foi obrigado devolver 49.000 dólares (cerca de 46.000 euros), correspondentes a salários de oito meses.

Desde maio, a FIFA vive um escândalo de corrupção, desencadeado por uma investigação das autoridades norte-americanas, no âmbito do qual já foram feitas várias detenções e suspenso o presidente, Joseph Blatter.

Lusa

  • As diferentes faces de Maria
    4:45

    Mundo

    Qual é a imagem de Nossa Senhora que vem à sua mente quando o nome da Virgem católica é mencionado? Uma exposição numa cidade do interior do Brasil mostra que a Mãe de Jesus pode ter várias faces.

    Correspondente SIC