sicnot

Perfil

Desporto

Marta Domínguez recorre de castigo do TAS

Marta Domínguez vai recorrer da pena de três anos que lhe foi hoje imposta pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), revelou o advogado da antiga atleta espanhola, José Rodríguez.

Reuters

Reuters

© Andrea Comas / Reuters

O castigo, que tem por base a violação das regras antidopagem por "anomalias no seu passaporte biológico", poderá mesmo ser recorrido para o Tribunal Federal Suíço ou para o Tribunal dos Direitos do Homem, adiantou o advogado, que questiona a "validade científica" do sistema adotado pelo TAS.

Rodríguez acrescenta que "precisa de tempo" para analisar as 99 páginas do processo do TAS e chama a atenção para o facto de várias situações, como o hipotiroidismo, poderem afetar o passaporte biológico e ainda considerou a decisão como "desrespeitosa" para o decidido na justiça espanhola.

Além do castigo de três anos, o TAS decidiu também anular todos os resultados obtidos por Marta Domínguez entre 05 de agosto de 2009 e 08 de julho de 2013, o que lhe anula um título de campeã do mundo.

A Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) e a Agência Mundial Antidopagem (AMA) tinham apelado para o TAS há 14 meses, depois de a Federação Espanhola de Atletismo ter decidido não sancionar uma das atletas de referência do desporto espanhol, por irregularidades no seu passaporte biológico coincidentes com o período em que esta conquistou o título mundial nos 3.000 metros obstáculos (2009).

A IAAF considerou que os valores sanguíneos presentes no passaporte de Domínguez, entre 05 de agosto de 2009 e 04 de janeiro de 2013, apontavam para dopagem sanguínea continuada e pediu quatro anos de suspensão para a senadora do Partido Popular por Palência, cidade onde nasceu há 40 anos.

No entanto, o Comité de Competição e Jurisdição da Federação Espanhola ilibou-a em dezembro de 2013.

Com a decisão do TAS, Domínguez, que hoje tinha sido retirada das listas do PP ao congresso de Madrid e cujo nome esteve implicado nas Operações Puerto e Galgo, dois escândalos de dopagem no desporto espanhol, perde o título mundial conquistado há seis anos.

Lusa

  • Oliveira Costa "era incompetente para todos os lugares em que eu o vi"
    3:12
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    O caso BPN esteve em destaque no programa Quadratura do Circulo desta quinta-feira. Pacheco Pereira relembrou que os maiores prejuízos são posteriores à nacionalização e responsabiliza José Sócrates. O Jorge Coelho disse que se fez justiça e que é uma prova que o Estado de direito português está a funcionar. Lobo Xavier garantiu também que Oliveira Costa era incompetente por natureza.

  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.