sicnot

Perfil

Desporto

Seis atletas em situação ilegal notificados pelo SEF a deixar o país

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) promoveu quarta-feira várias ações de fiscalização a diversas associações desportivas, que resultaram na notificação a seis estrangeiros em situação ilegal para abandonarem voluntariamente Portugal, anunciou hoje o organismo em comunicado.

A megaoperação do SEF, apoiada por 23 inspetores, foi desencadeada em cinco distritos do norte do país e teve como principal objetivo a verificação da situação documental de atletas estrangeiros em clubes de futebol, futsal e andebol.

"Foram identificados 83 cidadãos estrangeiros, de diferentes nacionalidades, tendo sido notificados a abandonar voluntariamente Portugal seis, que se encontravam em situação de permanência ilegal no país", refere o comunicado.

Das ações desenvolvidas resultou ainda o "levantamento de procedimentos contraordenacionais aos clubes que tinham ao seu serviço atletas estrangeiros sem que estivessem habilitados com o necessário título jurídico que lhes permita trabalhar ou residir em Portugal".

A operação do SEF teve início pela manhã de quarta-feira, com a inspeção a clubes do distrito de Braga, e prolongou-se durante todo o dia aos distritos vizinhos, tendo finalizado em Bragança.

Lusa

  • Queda de avioneta em Espanha causa 4 mortos

    Mundo

    Uma avioneta com destino a Cascais, em que seguia uma família de quatro pessoas - dois adultos e dois menores - caiu em Sotillo de las Palomas, em Toledo, Espanha.

    Em desenvolvimento

  • Um discurso histórico com os pedidos de sempre
    2:30

    País

    Jerónimo de Sousa voltou este domingo a pedir a renegociação da dívida e a saída de Portugal do euro. Num discurso historicamente curto, apenas 15 minutos, no encerramento do Congresso do PCP, o reeleito secretário-geral comunista anunciou que o aumento dos salários e a reversão das alterações à legislação laboral são duas prioridades para os próximos tempos.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.