sicnot

Perfil

Desporto

Catorze jogos de futebol cancelados na Bélgica devido ao risco de atentado

A Federação belga de futebol anunciou hoje o cancelamento do jogo Lokeren-Anderlecht, agendado para as 20:00 locais (19:00 de Lisboa), bem como mais 13 jogos de outros escalões, devido a risco de atentados na região de Bruxelas.

O dispositivo policial e militar que patrulha as ruas de Bruxelas foi reforçado.

O dispositivo policial e militar que patrulha as ruas de Bruxelas foi reforçado.

© Youssef Boudlal / Reuters

A decisão surge depois de as autoridades belgas terem elevado para nível máximo de alerta terrorista, a Federação comunicou a suspensão do jogo entre Lokeren e Anderlecht, a disputar numa "data posterior".

A situação levou também ao cancelamento de jogos de futebol não profissionais, jogos do campeonato regional, e jogos de hóquei e basquetebol.

O centro de crise belga desaconselha a realização de eventos que impliquem aglomerados de pessoas, embora esteja prevista a realização de outros jogos da primeira e segunda Ligas, mas que se disputam fora de Bruxelas.

O primeiro-ministro belga, Charles Michel, afirmou hoje que a decisão de subir o nível de ameaça terrorista em Bruxelas para 4, o máximo possível, está ligada a uma ameaça de ataques com explosivos e armas.

"Isto deveu-se a uma ameaça de um ataque de indivíduos com explosivos e armas em vários locais da capital", afirmou Michel numa conferência de imprensa em Bruxelas.

O nível de ameaça terrorista subiu para a região de Bruxelas e inclui o aeroporto de Bruxelas, bem como a comuna da Flandres Vilvorde, da qual são oriundos muitos jovens que se radicalizaram.

Outros eventos foram cancelados, entre os quais um concerto do músico francês Johnny Hallyday, previsto para hoje à noite em Heysel -- adiado para 26 de março de 2016 -, um dos maiores complexos de salas de cinema, igualmente na zona de Heysel, também foi encerrado, assim como o Atomium, um dos símbolos da capital belga.

Lusa

  • Bélgica aumenta alerta de terrorismo para nível máximo

    Ataques em Paris

    A Bélgica aumentou para o nível máximo o alerta de terrorismo, que significa "ameaça iminente", anunciaram hoje as autoridades belgas. O primiero-ministro belga, Charles Michel, disse esta manhã que o alerta máximo se baseou em "informações precisas" de que existe uma ameaça elevada de ataques com "armas e explosivos".

  • PM belga diz que há um risco muito elevado de ataques com armas e explosivos
    2:23

    Ataques em Paris

    A Bélgica aumentou para o nível máximo o alerta de ameaça terrorista. Em Bruxelas, a circulação do Metro vai estar suspensa ao longo do dia e há centenas de polícias e militares nas ruas. Após uma última análise, o gabinete de crise coloca agora em 4 o nível de alerta perante uma ameaça iminente de atentado. O primeiro ministro, Charles Michel, disse que os serviços de informações consideram que há um risco muito elevado de ataques com armas e explosivos na região da capital.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Incêndio em Alfragide deixa 12 pessoas desalojadas
    1:59

    País

    Um incêndio destruiu este domingo a cobertura de um prédio de habitação em Alfragide, no concelho da Amadora. Doze pessoas ficaram desalojadas, mas ninguém ficou ferido. Os bombeiros dominaram o fogo em cerca de uma hora, os moradores queixam-se da falta de eficácia no combate às chamas.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa