sicnot

Perfil

Desporto

Catorze jogos de futebol cancelados na Bélgica devido ao risco de atentado

A Federação belga de futebol anunciou hoje o cancelamento do jogo Lokeren-Anderlecht, agendado para as 20:00 locais (19:00 de Lisboa), bem como mais 13 jogos de outros escalões, devido a risco de atentados na região de Bruxelas.

O dispositivo policial e militar que patrulha as ruas de Bruxelas foi reforçado.

O dispositivo policial e militar que patrulha as ruas de Bruxelas foi reforçado.

© Youssef Boudlal / Reuters

A decisão surge depois de as autoridades belgas terem elevado para nível máximo de alerta terrorista, a Federação comunicou a suspensão do jogo entre Lokeren e Anderlecht, a disputar numa "data posterior".

A situação levou também ao cancelamento de jogos de futebol não profissionais, jogos do campeonato regional, e jogos de hóquei e basquetebol.

O centro de crise belga desaconselha a realização de eventos que impliquem aglomerados de pessoas, embora esteja prevista a realização de outros jogos da primeira e segunda Ligas, mas que se disputam fora de Bruxelas.

O primeiro-ministro belga, Charles Michel, afirmou hoje que a decisão de subir o nível de ameaça terrorista em Bruxelas para 4, o máximo possível, está ligada a uma ameaça de ataques com explosivos e armas.

"Isto deveu-se a uma ameaça de um ataque de indivíduos com explosivos e armas em vários locais da capital", afirmou Michel numa conferência de imprensa em Bruxelas.

O nível de ameaça terrorista subiu para a região de Bruxelas e inclui o aeroporto de Bruxelas, bem como a comuna da Flandres Vilvorde, da qual são oriundos muitos jovens que se radicalizaram.

Outros eventos foram cancelados, entre os quais um concerto do músico francês Johnny Hallyday, previsto para hoje à noite em Heysel -- adiado para 26 de março de 2016 -, um dos maiores complexos de salas de cinema, igualmente na zona de Heysel, também foi encerrado, assim como o Atomium, um dos símbolos da capital belga.

Lusa

  • Bélgica aumenta alerta de terrorismo para nível máximo

    Ataques em Paris

    A Bélgica aumentou para o nível máximo o alerta de terrorismo, que significa "ameaça iminente", anunciaram hoje as autoridades belgas. O primiero-ministro belga, Charles Michel, disse esta manhã que o alerta máximo se baseou em "informações precisas" de que existe uma ameaça elevada de ataques com "armas e explosivos".

  • PM belga diz que há um risco muito elevado de ataques com armas e explosivos
    2:23

    Ataques em Paris

    A Bélgica aumentou para o nível máximo o alerta de ameaça terrorista. Em Bruxelas, a circulação do Metro vai estar suspensa ao longo do dia e há centenas de polícias e militares nas ruas. Após uma última análise, o gabinete de crise coloca agora em 4 o nível de alerta perante uma ameaça iminente de atentado. O primeiro ministro, Charles Michel, disse que os serviços de informações consideram que há um risco muito elevado de ataques com armas e explosivos na região da capital.

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.