sicnot

Perfil

Desporto

Doping só agora detetado pode tirar medalha a grega Devetzi

A grega Hrysopiyi Devetzi, terceira classificada no triplo salto nos Mundiais de atletismo de Osaca em 2007, poderá perder a medalha de bronze, depois de ter um resultado positivo numa análise antidoping, recentemente feita.

Em comunicado hoje divulgado, a Federação de Atletismo da Grécia (SEGAS) admite que a triplo saltadora, de 39 anos e já retirada, poderá perder a medalha, face à reanálise feita pela IAAF, a associação mundial de federações da modalidade.

"A IAAF informou a SEGAS que a atleta teve um teste positivo a uma análise colhida em 2007. Face a esses desenvolvimentos, a a federação abriu um processo disciplinar à atleta", refere o comunicado da SEGAS.

Devetsi foi das triplo saltadoras com melhores resultados na primeira década deste século, sobressaindo uma medalha olímpica de prata em Atenas2004 e uma medalha de bronze em Pequim2008.

Viria a retirar-se em 2009, já com 33 anos, na iminência de um castigo de dois anos por se ter recusado a um teste antidoping.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.