sicnot

Perfil

Desporto

Tribunal de Contas brasileiro encontra falhas na segurança para os Jogos Olímpicos

O Tribunal de Contas da União do Brasil, órgão de assessoria do poder Legislativo, encontrou falhas na integração entre os agentes de segurança do Brasil para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

© Sergio Moraes / Reuters

As falhas foram denunciadas em conferência de imprensa pelo magistrado Augusto Nardes, salientando que os principais erros estão no controle das fronteiras, manifestando-se ainda preocupado com a evasão de divisas.

A auditoria do tribunal sobre a segurança contra ações terroristas não foi concluída e é sigilosa, pelo que o juiz não divulgou detalhes das análises já feitas, segundo o portal de notícias G1.

Augusto Nardes falava na conferência de imprensa promovida pelo Ministério da Justiça, no Rio de Janeiro, sobre o esquema de segurança para os Jogos Olímpicos de 2016.

O secretário extraordinário de Segurança para Grandes Eventos, também do Ministério da Justiça, Andrei Rodrigues, disse que o Governo brasileiro irá cooperar com outros países para enfrentar os riscos do terrorismo, mas negou que o planeamento seja modificado devido aos últimos atentados, em Paris, no dia 13 de novembro.

Segundo a Agência Brasil, Andrei Rodrigues afirmou que a cooperação com a França será reforçada, e que haverá "mais gente trabalhando com foco específico no combate ao terrorismo", e que os Jogos Olímpicos de 2016 serão os primeiros a ter um centro de segurança exclusivo para combater o terrorismo,

No total, 85 mil agentes farão a segurança do evento, sendo 38 mil das Forças Armadas e 47 mil entre polícias, defesa civil e ordenamento urbano, segundo o Ministério da Justiça, que anunciou ter investido 350 milhões de reais (88 milhões de euros) diretamente na Olimpíada.

Lusa

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42