sicnot

Perfil

Desporto

Tribunal de Contas brasileiro encontra falhas na segurança para os Jogos Olímpicos

O Tribunal de Contas da União do Brasil, órgão de assessoria do poder Legislativo, encontrou falhas na integração entre os agentes de segurança do Brasil para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

© Sergio Moraes / Reuters

As falhas foram denunciadas em conferência de imprensa pelo magistrado Augusto Nardes, salientando que os principais erros estão no controle das fronteiras, manifestando-se ainda preocupado com a evasão de divisas.

A auditoria do tribunal sobre a segurança contra ações terroristas não foi concluída e é sigilosa, pelo que o juiz não divulgou detalhes das análises já feitas, segundo o portal de notícias G1.

Augusto Nardes falava na conferência de imprensa promovida pelo Ministério da Justiça, no Rio de Janeiro, sobre o esquema de segurança para os Jogos Olímpicos de 2016.

O secretário extraordinário de Segurança para Grandes Eventos, também do Ministério da Justiça, Andrei Rodrigues, disse que o Governo brasileiro irá cooperar com outros países para enfrentar os riscos do terrorismo, mas negou que o planeamento seja modificado devido aos últimos atentados, em Paris, no dia 13 de novembro.

Segundo a Agência Brasil, Andrei Rodrigues afirmou que a cooperação com a França será reforçada, e que haverá "mais gente trabalhando com foco específico no combate ao terrorismo", e que os Jogos Olímpicos de 2016 serão os primeiros a ter um centro de segurança exclusivo para combater o terrorismo,

No total, 85 mil agentes farão a segurança do evento, sendo 38 mil das Forças Armadas e 47 mil entre polícias, defesa civil e ordenamento urbano, segundo o Ministério da Justiça, que anunciou ter investido 350 milhões de reais (88 milhões de euros) diretamente na Olimpíada.

Lusa

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.