sicnot

Perfil

Desporto

Federação Internacional de Atletismo iliba recordista da maratona de qualquer prática de doping

A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) ilibou esta sexta-feira Paula Radcliffe, recordista mundial da maratona, de qualquer prática de doping e explicou que as acusações aconteceram devido a uma anomalia no passaporte biológico da britânica.

Paula Radcliffe foi três vezes vencedora da Maratona de Londres (2002, 2003 e 2005) e é detentora do recorde mundial, desde 2003, com a marcar de 2:15.25 horas. (Arquivo)

Paula Radcliffe foi três vezes vencedora da Maratona de Londres (2002, 2003 e 2005) e é detentora do recorde mundial, desde 2003, com a marcar de 2:15.25 horas. (Arquivo)

© Reuters Staff / Reuters

"Paula Radcliffe foi publicamente acusada de doping sanguíneo com base numa interpretação errada de dados brutos e incompletos", disse a IAAF em comunicado, referindo-se às notícias publicadas tanto na imprensa inglesa como germânica, que revelavam que a atleta tinha acusado valores suspeitos.

A investigação a casos de doping começou após o canal alemão ARD e o jornal britânico The Sunday Times terem publicado a informação de que, entre mais de 5.000 atletas que realizaram exames entre 2001 e 2012, 800 apresentavam valores suspeitos.

"Quando todas as informações necessárias são levadas em conta [protocolos da Agência Mundial Antidoping e passaporte biológico], existem explicações plausíveis para esses valores e por isso resulta no perfil inocente", explicou a IAAF.

O organismo vai apresentar essa conclusão em Londres, no parlamento inglês, que abriu um inquérito em setembro passado, depois noticias publicadas pelo ARD e Sunday Times.

Paula Radcliffe foi três vezes vencedora da Maratona de Londres (2002, 2003 e 2005) e é detentora do recorde mundial, desde 2003, com a marcar de 2:15.25 horas.

Lusa

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • Moutinho e Raphael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.