sicnot

Perfil

Desporto

Petit "já tinha a decisão tomada" antes do jogo com o Vitória de Guimarães

Petit anunciou hoje a sua demissão de treinador principal do Boavista, referindo que "já tinha a decisão tomada" antes do jogo com o Vitória de Guimarães, da I Liga portuguesa de futebol, que os 'axadrezados' perderam por 2-1.

FERNANDO VELUDO

O técnico compareceu perante ao comunicação social, para a habitual conferência de imprensa, muito depois do jogo ter terminado, e começou por pedir desculpa pelo seu atraso.

"Achei que primeiro devia falar com os meus jogadores, depois aqui com o presidente e com a administração", afirmou Petit, que teve ao seu lado esquerdo o presidente da SAD axadrezada, Álvaro Braga Júnior.

Petit anunciou o adeus: "A partir de hoje, deixo de ser treinador do Boavista. Desejo as maiores felicidades ao Boavista, um clube de que gosto muito e que merece estar na I Liga. Este é o momento de poder sair e que o Boavista continue a ser como é, grande".

Questionado sobre se a demissão ficou a dever-se à derrota com o Vitória de Guimarães, o treinador negou, afirmando que "são coisas pessoais, só".

"Por mais que possa gostar do Boavista, também gosto de mim e achei que era a altura certa de sair. Já tinha falado com o presidente e por isso hoje terminei a minha ligação ao Boavista", disse.

Qualquer que fosse o resultado do jogo com o Vitória, afirmou que "tinha a decisão tomada já há alguns dias"

"Às vezes, uma mudança dá um clique. A equipa tem trabalhado bem, ainda hoje fez mais um grande jogo. Teve a infelicidade do resultado, mas acredito que o grupo que tem e a pessoa que vier possa dar esse clique e o Boavista começar a ganhar", acrescentou.

Petit frisou que sai após servir o Boavista durante "três anos e meio, primeiro como jogador, depois como jogador-treinador, por fim treinador".

"Agradeço ao Boavista tudo o que me deu na minha nova carreira de treinador. Fiz todos os possíveis para ajudar o Boavista. Foram três anos e meio fantásticos", insistiu.

Sobre a contestação de que foi alvo, respondeu que tal "faz parte do futebol".

Quanto ao encontro com o Vitória de Guimarães, considerou que o Boavista realizou "uma grande primeira parte e um grande jogo".

"É pena pelo resultado", completou

Álvaro Braga Júnior, por seu lado, afirmou que "não gostava nada de falar sobre isto".

"Porventura, este é também um momento de reflexão e o momento mais triste da minha já longa vivência no Boavista. É sempre mau ver partir alguém, pior quando também é um amigo. O Petit fez um trabalho notável e o Boavista e os boavisteiros têm que lhe estar agradecidos", considerou Braga Júnior.

O dirigente adiantou que sentiu ao longo da semana, pelo que foi conversando com o técnico, que "este podia ser um desenlace".

"Não o queria e creio que ninguém o queria. Naturalmente, o amigo continua com as portas abertas. Obviamente, o conselho de administração da SAD vai debruçar-se sobre esta questão que tem entre mãos e vai fazê-lo serenamente", terminou Braga Júnior.

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Trump volta a garantir que não tentou interferir na investigação do FBI
    0:17

    Mundo

    O Presidente dos EUA reitera que não tentou interferir na investigação do FBI em relação às alegadas interferências da Rússia nas eleições presidenciais. Questionado sobre as gravações das conversas que manteve com o ex-diretor da polícia de investigação, James Comey, Donald Trump prometeu esclarecimentos num futuro breve.

  • "A informação pode ter saído depois da hora do exame de Português"
    1:19

    País

    O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais diz que é preciso aguardar pelas conclusões do relatório sobre a alegada fuga de informação do exame nacional de Português. Jorge Ascensão defende que a investigação deve causar o mínimo de impacto aos alunos que realizaram a prova.