sicnot

Perfil

Desporto

Mário Jardel suspenso do cargo de deputado estadual por alegada corrupção

O ex-futebolista Mário Jardel, que passou por FC Porto e Sporting, Mário Jardel, vai ser suspenso das funções de deputado estadual do Rio Grande do Sul, Brasil, no âmbito de uma investigação judiciária, que o relaciona com casos de corrupção.

Em Portugal, Mário Jardel foi jogador do FC Porto e do Sporting (Arquivo)

Em Portugal, Mário Jardel foi jogador do FC Porto e do Sporting (Arquivo)

O caso, tornado público na página oficial do Ministério Público daquele estado brasileiro, refere que, por determinação do Tribunal de Justiça, foi entregue ao presidente da Assembleia Legislativa (AL) estadual um pedido de "suspensão do exercício da função pública contra o deputado Mário Jardel Almeida Ribeiro".

Segundo o jornal Estadão, a suspensão tem a validade de 180 dias e, segundo a nota do MP, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) está a cumprir mandados de busca e apreensão no gabinete de Jardel na AL e nas residências do antigo goleador, da mãe, do irmão, do seu chefe de gabinete, António Foresta e de duas "assessoras-fantasma".

Segundo os investigadores, concluiu-se pela existência de "uma estrutura criminosa instalada na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul", com Mário Jardel "como principal beneficiário" e o advogado Christian Vontobel Miller, associado ao ex-futebolista, "como mentor de uma série de fraudes e falsidades contra a administração pública".

A nota policial dá conta de crimes como lavagem de dinheiro, com o envolvimento de António Foresta, que arrecadava os valores exigidos aos demais funcionários do gabinete, da liderança ou da bancada do partido pelo qual Jardel foi eleito.

Durante as investigações "foram detetadas diversas diárias de viagens e indemnizações irregulares por utilização de veículos", nomeadamente pela mãe do deputado, familiares e assessores.

Segundo o Ministério Público, houve também pagamento com dinheiros públicos de viagens particulares de Jardel e colaboradores, mas o caso mais continuado era a exigência de "parte dos salários de todos os assessores nomeados de, no mínimo, três mil reais (cerca de 735 euros)", além dos valores das diárias e indemnizações por utilização irregular de transporte pessoal, segundo o comunicado.

Um dos casos mencionado nas investigações envolve o pagamento do aluguer da casa da mãe e do irmão de Jardel, quando este ordenou que um dos assessores fizesse o pagamento com um cheque pré-datado, "acertando" o valor posteriormente com diárias fictícias até ser ressarcido nesse valor.

No pedido de suspensão do exercício da função pública entregue ao Tribunal de Justiça, o chefe do MP, Marcelo Dornelles, realça que as investigações "demonstram o exagerado apego do deputado estadual Mário Jardel Almeida Ribeiro a toda e qualquer possibilidade de lucrar às custas dos servidores comissionados e, de modo indireto, do erário".

Lusa

  • Voluntários portugueses rumam ao México com cães de salvamento
    1:59

    Mundo

    Nuno Vieira e Marco Saraiva são voluntários de Braga. Com os seus dois cães, "Koi" e "Yuki", formam uma equipa de resgate e partem esta noite para o México, para ajudar na busca e salvamento de vítimas do terramoto que abalou o país esta terça-feira. A equipa portuguesa faz parte de uma ONG espanhola.

  • Furacão Maria deixa rasto de destruição em Porto Rico
    1:16
  • Sabe onde fica a Nambia? Algures em África, segundo Trump

    Mundo

    "O sistema de saúde na Nambia é incrivelmente autossuficiente", declarou o Presidente dos Estados Unidos num discurso proferido num almoço com líderes africanos. No encontro, realizado esta quarta-feira à margem da 72.ª Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque, Donald Trump repetiu o erro. Os utilizadores das redes sociais não perdoaram mais este "lapso" do chefe de Estado norte-americano.

  • DGS garante que não há perigo de dengue
    2:09
  • Episódio da Abelha Maia censurado por queixas de obscenidade

    Cultura

    A plataforma digital Netflix viu-se obrigada a retirar um episódio da Abelha Maia depois das queixas de pais norte-americanos por causa de um "desenho obsceno", em forma de pénis. Aparentemente, terá sido só removido para quem acede nos EUA dado que, ao que a SIC pôde constatar, a partir de Portugal o episódio 35 está disponível.

  • Yoko Ono obriga limonada "John Lemon" a mudar de nome

    Cultura

    A viúva do Beatle John Lennon ameaçou processar uma empresa de bebidas polaca por causa da limonada "John Lemon". Yoko Ono não terá gostado do trocadilho entre Lennon e Lemon (limão, em inglês) e quer ver toda e qualquer garrafa com este rótulo retirada do mercado.

  • Restaurante em prisão na Colômbia serve comida confecionada por detidas
    1:04