sicnot

Perfil

Desporto

Conselho de Disciplina da FPF averigua factos no dérbi Sporting-Benfica

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) revelou hoje ter instaurado um processo, "com vista ao apuramento de factos" relacionados com o jogo da Taça de Portugal entre Sporting e Benfica.

MARIO CRUZ/ LUSA

O processo relativo ao jogo da quarta eliminatória em que os 'leões' bateram o Benfica por 2-1, após prolongamento, segue-se às queixas apresentadas pelos dois clubes nos dias posteriores ao dérbi, disputado a 21 de novembro no Estádio José Alvalade.

Dois dias depois da derrota, o Benfica foi o primeiro a apresentar uma queixa junto do CD, contra o argelino Islam Slimani, do Sporting, por este ter alegadamente dado uma cotovelada no grego Samaris.

Slimani acabaria por marcar o golo do triunfo do Sporting, aos 112 minutos, depois de o grego Mitroglou ter colocado as 'águias' em vantagem aos seis minutos e de Adrien ter empatado nos descontos da primeira parte.

À queixa do Benfica seguiu-se a do Sporting, dois dias depois, com o clube de Alvalade a visar vários jogadores, por aquilo que considera agressões a seus futebolistas e a um treinador adjunto da equipa.

Na ocasião, de acordo com fonte do Sporting, o clube apresentou queixas contra os 'encarnados' por agressões, não só no jogo na Taça, mas também no encontro da I Liga, no qual a formação 'leonina' venceu o Benfica na Luz por 3-0, a 25 de outubro.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.