sicnot

Perfil

Desporto

Ex-patrão da Renault diz que a Fórmula 1 "está a morrer"

O antigo patrão da Renault Flavio Briatore disse esta segunda-feira acreditar que "a Fórmula 1 está a morrer" e desafiou a escuderia francesa, que vai regressar à competição em 2016, a ser competitiva rapidamente.

a Fórmula 1 está a 'morrer' e a Renault tem que ser competitiva mais cedo. Para isso, eles [Renault] devem reconstruir tudo: reforçar a estrutura técnica da escuderia em Enstone [Inglaterra], onde há um grande número de pessoas competentes e também o departamento de motores em Viry-Châtillon [Paris]. Não vai ser fácil", explicou Briatore. (Arquivo)

a Fórmula 1 está a 'morrer' e a Renault tem que ser competitiva mais cedo. Para isso, eles [Renault] devem reconstruir tudo: reforçar a estrutura técnica da escuderia em Enstone [Inglaterra], onde há um grande número de pessoas competentes e também o departamento de motores em Viry-Châtillon [Paris]. Não vai ser fácil", explicou Briatore. (Arquivo)

© Giorgio Perottino / Reuters

Ainda hoje, o sítio oficial da revista britânica Autosport revelou que a venda da Lótus à Renault, confirmada na quinta-feira passada, vai ser concluída a 16 de dezembro.

O atual patrão da Renault, Carlos Ghosn, disse, na passada sexta-feira, que a escuderia deve esperar "três anos" até se tornar "competitiva". Algo que o seu antecessor, Briatore, não concorda.

"Três anos é muito tempo, a Fórmula 1 está a 'morrer' e a Renault tem que ser competitiva mais cedo. Para isso, eles [Renault] devem reconstruir tudo: reforçar a estrutura técnica da escuderia em Enstone [Inglaterra], onde há um grande número de pessoas competentes e também o departamento de motores em Viry-Châtillon [Paris]. Não vai ser fácil", explicou.

Ainda assim, Briatore confia que Ghosn "vai colocar todos os recursos necessários para o projeto" e que a compra da Lótus é "certamente uma boa notícia para a Renault e para toda a Fórmula 1".

Lusa

  • "Foi bonito estar no Real Madrid"

    Desporto

    O internacional português Cristiano Ronaldo insinuou este sábado, após a conquista da Liga dos Campeões, em Kiev, na Ucrânia, com um triunfo por 3-1 frente ao Liverpool, que poderia deixar a equipa do Real Madrid.

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57