sicnot

Perfil

Desporto

Ribèry processa revista que o envolveu em escândalo de prostituição

O futebolista francês Franck Ribèry reclamou esta segunda-feira à revista Closer uma indemnização de 400 mil euros por "danos morais", depois de esta o envolver num novo caso de prostituição, indicou o seu advogado.

Em 2014, o Tribunal Correcional de Paris arquivou um processo que envolvia os futebolistas Karim Benzema e Franck Ribéry (na imagem), no qual os dois internacionais franceses eram acusados de terem mantido relações sexuais pagas com uma menor.

Em 2014, o Tribunal Correcional de Paris arquivou um processo que envolvia os futebolistas Karim Benzema e Franck Ribéry (na imagem), no qual os dois internacionais franceses eram acusados de terem mantido relações sexuais pagas com uma menor.

© Ina Fassbender / Reuters

A revista francesa publicou um artigo intitulado "O novo escândalo que abana o futebol francês", em que envolvem o jogador num escândalo de prostituição. O médio foi interrogado a 26 de novembro pela Brigada de Repressão ao Proxenetismo (BRP) de Paris, durante uma investigação preliminar sobre uma rede de prostituição internacional.

O advogado, Carlos Alberto Brusa, disse que a polícia apenas recolheu o testemunho do jogador francês, que ficou imediatamente em liberdade e sem encargos. Afirmando ainda o seu cliente "é totalmente alheio a qualquer instrução criminal", Brusa acusou a Closer de "divulgar rumores e não informações".

Em 2014, o Tribunal Correcional de Paris arquivou um processo que envolvia os futebolistas Karim Benzema e Franck Ribéry, no qual os dois internacionais franceses eram acusados de terem mantido relações sexuais pagas com uma menor. Neste caso, que foi desencadeado antes do Mundial de 2010, o médio do Bayern de Munique e o avançado do Real Madrid eram acusados de recorrerem aos serviços de uma prostituta menor, em 2009 e 2008, respetivamente, um delito punível com pena até três anos de prisão e 45.000 euros de multa.

Lusa

  • Marinha dos EUA considera "absolutamente inaceitável" desenho de um pénis no céu

    Mundo

    Os cidadãos do Condado de Okanogan, em Washington, foram surpreendidos esta quinta-feira com o contorno de um pénis no céu. A imagem resultou de um rasto de condensação deixado por um avião militar norte-americano. A Marinha confirmou que um dos seus pilotos tinha desenhado a figura no ar e defendeu que a situação era "absolutamente inaceitável".