sicnot

Perfil

Desporto

Ribèry processa revista que o envolveu em escândalo de prostituição

O futebolista francês Franck Ribèry reclamou esta segunda-feira à revista Closer uma indemnização de 400 mil euros por "danos morais", depois de esta o envolver num novo caso de prostituição, indicou o seu advogado.

Em 2014, o Tribunal Correcional de Paris arquivou um processo que envolvia os futebolistas Karim Benzema e Franck Ribéry (na imagem), no qual os dois internacionais franceses eram acusados de terem mantido relações sexuais pagas com uma menor.

Em 2014, o Tribunal Correcional de Paris arquivou um processo que envolvia os futebolistas Karim Benzema e Franck Ribéry (na imagem), no qual os dois internacionais franceses eram acusados de terem mantido relações sexuais pagas com uma menor.

© Ina Fassbender / Reuters

A revista francesa publicou um artigo intitulado "O novo escândalo que abana o futebol francês", em que envolvem o jogador num escândalo de prostituição. O médio foi interrogado a 26 de novembro pela Brigada de Repressão ao Proxenetismo (BRP) de Paris, durante uma investigação preliminar sobre uma rede de prostituição internacional.

O advogado, Carlos Alberto Brusa, disse que a polícia apenas recolheu o testemunho do jogador francês, que ficou imediatamente em liberdade e sem encargos. Afirmando ainda o seu cliente "é totalmente alheio a qualquer instrução criminal", Brusa acusou a Closer de "divulgar rumores e não informações".

Em 2014, o Tribunal Correcional de Paris arquivou um processo que envolvia os futebolistas Karim Benzema e Franck Ribéry, no qual os dois internacionais franceses eram acusados de terem mantido relações sexuais pagas com uma menor. Neste caso, que foi desencadeado antes do Mundial de 2010, o médio do Bayern de Munique e o avançado do Real Madrid eram acusados de recorrerem aos serviços de uma prostituta menor, em 2009 e 2008, respetivamente, um delito punível com pena até três anos de prisão e 45.000 euros de multa.

Lusa

  • Mulher detida ao tentar atropelar polícias junto ao Capitólio, em Washington

    Mundo

    Agentes da polícia abriram fogo contra uma mulher (e não um homem, ao contrário do que inicialmente se disse) que conduzia um carro perto do Capitólio e tentava atropelá-los, segundo o Departamento da Polícia Metropolitana de Washington. A mulher foi detida mas a polícia garante que não se tratou de um ato terrorista.

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.