sicnot

Perfil

Desporto

Comité Olímpico reabre as portas ao México, após acordo entre Governo e federações

O Comité Olímpico Internacional (COI) confirmou hoje que o México marcará presença nos Jogos Rio2014, depois de sanados os problemas sobre a ingerência governamental na gestão das federações desportivas.

Presidente do Comité Olímpico Internacional, Thomas Bach (Reuters)

Presidente do Comité Olímpico Internacional, Thomas Bach (Reuters)

© Denis Balibouse / Reuters

"A situação do México está totalmente resolvida. Será formalizado um acordo [entre federações e governo mexicano] dentro dos próximos dias. O conflito terminou", esclareceu Patrick Hickey, membro do Comité Executivo do COI e vice-presidente da Associação dos Comités Nacionais Olímpicos (ANOC).

Vários dirigentes desportivos mexicanos tinham manifestado a sua preocupação pelo conflito entre Governo e federações, que podia ser interpretado como ingerência governamental e motivar a suspensão do México das competições desportivas mundiais, inclusivamente dos Jogos Olímpicos.

Na última edição, nos Jogos Londres2012, o México enviou 102 atletas e conquistou o título olímpico no torneio masculino de futebol.

Mas se o problemas do México ficou desbloqueado, continua por resolver o do Kuwait, suspenso pelo COI desde finais de outubro por "ingerência governamental", como lembrou Patrick Hickey.

"Mantemos troca de correspondência, que tem dado, até ao momento, poucos resultados", revelou Hickey, acrescentando que "13 federações internacionais já seguiram a decisão do COI" em suspender o Kuwait.

Lusa

  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis, conclui avaliação do FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela troika em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),