sicnot

Perfil

Desporto

Mourinho pede apoio dos adeptos do FC Porto para Lopetegui

O treinador do Chelsea, José Mourinho, disse hoje que o treinador do FC Porto, Julen Lopetegui, precisa do apoio dos adeptos após a derrota por 2-0, em Londres, que eliminou os "dragões" da Liga dos Campeões de futebol.

© Reuters Staff / Reuters

"Se tivessem ganho, estaríamos todos a falar de um Lopetegui fantástico. Como o Porto perdeu, estão agora a falar de erros cometidos com a equipa. Eu sei que são cenários completamente diferentes, são culturas completamente diferentes", afirmou o português, que analisou favoravelmente a tática do espanhol.

Mourinho reconhece existir uma diferença entre si, que já conquistou troféus para os 'blues' e Lopetegui, que ainda não ganhou competições pelo FC Porto, mas defende o mesmo apoio e carinho dos adeptos para o rival.

"Se calhar é o que ele precisa neste momento, porque quando ganhamos não precisamos do apoio de ninguém e quando perdemos, principalmente os adeptos, é fundamental para mantermos a nossa estabilidade. E se eu tenho estabilidade emocional devo-a aos adeptos do Chelsea", vincou.

Lopetegui também deixou elogios e um voto de confiança no técnico português, que considera "um dos melhores treinadores da história", declarando: "Tenho a certeza de que é o homem certo para continuar esta época com o Chelsea".

Com oito derrotas e apenas quatro vitórias em 15 jornadas, o Chelsea, campeão em título, é o 14.º classificado no campeonato inglês, com 15 pontos, ou seja, somente dois acima da zona de despromoção e menos 17 do que o líder, o Leicester.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.