sicnot

Perfil

Desporto

Ticha Penicheiro recebe menção honrosa em prémio do Comité Olímpico

Ticha Penicheiro recebeu uma menção honrosa do Comité Olímpico Internacional (COI) no âmbito da candidatura apresentada pelo Comité Olímpico de Portugal (COP) ao prémio 'Mulheres e o Desporto COI 2015'.

Ticha Penicheiro (ao centro). (Arquivo Reuters)

Ticha Penicheiro (ao centro). (Arquivo Reuters)

REUTERS

A distinção à antiga basquetebolista, de 41 anos e retirada das competições em 2012, é sustentada pelos "pelos relevantes serviços prestados ao desporto na promoção da participação das jovens e das mulheres", refere uma nota do COP, hoje divulgada.

A escolha do prémio para o continente europeu recaiu sobre a jogadora de polo aquático grega Stavroula Kozompoli, medalha de prata nos Jogos Olímpicos Atenas 2004, mas o COI fez questão em também distinguir a portuguesa, primeira portuguesa a jogar na liga norte-americana de basquetebol feminino (WNBA).

Ticha Penicheiro esteve envolvida em vários projetos que promoveram o papel da mulher, em áreas como a igualdade no desporto, luta contra o racismo e xenofobia, tanto em Portugal como em África.

Esteve também envolvida em várias iniciativas da WNBA, junto de jovens, para promover a prática desportiva e foi embaixadora da liga norte-americana de basquetebol para Angola, Moçambique e África do Sul, onde participou em ações humanitárias.

No seu currículo contam-se vários galardões como a Medalha Olímpica Nobre Guedes do COP em 1998, a Ordem do Infante D. Henrique em 1999, ou a Medalha de Mérito Desportivo atribuído pelo Governo Português em 2005.

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.