sicnot

Perfil

Desporto

Benzema respeita afastamento da seleção francesa devido ao caso Valbuena

O jogador Karim Benzema, do Real Madrid, afirmou hoje respeitar a decisão da Federação Francesa de Futebol que o afastou, provisoriamente, da seleção nacional, enquanto se mantiver o processo judicial no caso de Mathieu Valbuena.

Reuters

Reuters

© Juan Medina / Reuters

"Respeito a decisão e tenho confiança no nosso presidente, Noel Le Graet", disse o jogador numa mensagem na rede social Twitter, referindo-se ao anúncio do líder máximo do organismo que tutela o futebol francês.

Pouco antes, o responsável do organismo afirmou: "Karim Benzema não será convocado até que a situação mude, até que exista algo novo no caso, é uma decisão que tomo enquanto presidente da Federação Francesa de Futebol".

O internacional gaulês, avançado do Real Madrid, arrisca-se deste modo a falhar o Euro2016, competição que é organizada pela França, por estar acusado de ter chantageado Mathieu Valbuena, seu colega de seleção, num esquema que envolverá um vídeo de cariz sexual.

A 05 de novembro, o jogador, companheiro de Cristiano Ronaldo no Real Madrid, foi formalmente acusado de "cumplicidade na tentativa de chantagem" e conspiração em ato criminal, o que é punível com um mínimo de cinco anos de prisão.

Lusa

  • Benzema suspenso da seleção francesa até ser ilibado pela Justiça

    Desporto

    O avançado Karim Benzema está suspenso por tempo indeterminado da seleção francesa de futebol. A revelação foi feita hoja à tarde pelo presidente da federação francesa. O jogador do Real Madrid está acusado de cumplicidade na tentativa de chantagem a um colega de seleção por causa de um filme sexual. Interrogado pela polícia, Benzema admitiu que serviu de intermediário entre a vítima, o médio Mathieu Valbuena, e o porta-voz dos chantagistas, um amigo de infância. O presidente da federação diz que Benzema só voltará a vestir a camisola de França se for ilibado do inquérito em que está envolvido ou se ele e Valbuena voltarem a poder estar juntos, algo que neste momento é proibido por uma ordem judicial.

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.