sicnot

Perfil

Desporto

Benzema respeita afastamento da seleção francesa devido ao caso Valbuena

O jogador Karim Benzema, do Real Madrid, afirmou hoje respeitar a decisão da Federação Francesa de Futebol que o afastou, provisoriamente, da seleção nacional, enquanto se mantiver o processo judicial no caso de Mathieu Valbuena.

Reuters

Reuters

© Juan Medina / Reuters

"Respeito a decisão e tenho confiança no nosso presidente, Noel Le Graet", disse o jogador numa mensagem na rede social Twitter, referindo-se ao anúncio do líder máximo do organismo que tutela o futebol francês.

Pouco antes, o responsável do organismo afirmou: "Karim Benzema não será convocado até que a situação mude, até que exista algo novo no caso, é uma decisão que tomo enquanto presidente da Federação Francesa de Futebol".

O internacional gaulês, avançado do Real Madrid, arrisca-se deste modo a falhar o Euro2016, competição que é organizada pela França, por estar acusado de ter chantageado Mathieu Valbuena, seu colega de seleção, num esquema que envolverá um vídeo de cariz sexual.

A 05 de novembro, o jogador, companheiro de Cristiano Ronaldo no Real Madrid, foi formalmente acusado de "cumplicidade na tentativa de chantagem" e conspiração em ato criminal, o que é punível com um mínimo de cinco anos de prisão.

Lusa

  • Benzema suspenso da seleção francesa até ser ilibado pela Justiça

    Desporto

    O avançado Karim Benzema está suspenso por tempo indeterminado da seleção francesa de futebol. A revelação foi feita hoja à tarde pelo presidente da federação francesa. O jogador do Real Madrid está acusado de cumplicidade na tentativa de chantagem a um colega de seleção por causa de um filme sexual. Interrogado pela polícia, Benzema admitiu que serviu de intermediário entre a vítima, o médio Mathieu Valbuena, e o porta-voz dos chantagistas, um amigo de infância. O presidente da federação diz que Benzema só voltará a vestir a camisola de França se for ilibado do inquérito em que está envolvido ou se ele e Valbuena voltarem a poder estar juntos, algo que neste momento é proibido por uma ordem judicial.

  • Um dos conflitos mais sangrentos e esquecidos do planeta pelo olhar de uma portuguesa
    3:20

    Mundo

    A guerra do Congo, que opõe milícias rebeldes ao regime de Kabila, já dura há 20 anos e fez seis milhões de mortos, quatro milhões de deslocados internos e um número crescente de refugiados. Um dos conflitos mais sangrentos e esquecidos do planeta tem levado milhares de civis a passar a fronteira para Angola. A médica portuguesa Ana Paula Cruz testemunhou o drama silencioso dos congoleses nos campos de refugiados da Lunda Norte.

  • "Este é o elefante na sala sobre a saúde!"
    1:43

    País

    Catarina Martins acusa o Governo de estar alinhado com a direita na promoção de negócios privados na área da saúde. O Bloco de Esquerda quer uma nova lei de bases aprovada até ao final da legislatura e arrancou ontem com um ciclo nacional de sessões públicas para defender o Serviço Nacional de Saúde.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05