sicnot

Perfil

Desporto

Nélson Semedo e Renato Sanches renovam com o Benfica até 2021

Nélson Semedo e Renato Sanches, futebolistas das escolas de formação do Benfica e lançados esta temporada na equipa principal, renovaram contrato com os 'encarnados', ambos até 2021, anunciou hoje o clube da Luz.

MIGUEL A. LOPES

Semedo, de 22 anos, destacou-se no início da temporada no lado direito da defesa, tendo mesmo sido chamado à seleção portuguesa, enquanto Renato Sanches, de apenas 18 anos, tem sido aposta recente do treinador Rui Vitória no meio-campo.

Lusa

  • Contrato entre o Benfica e a NOS está assinado
    1:43

    Desporto

    Está assinado o acordo entre o Benfica e a NOS, para distribuição dos jogos dos encarnados, em casa. Durante a cerimónia foram divulgados mais alguns detalhes do contrato, mas há ainda questões por responder. Ainda não é certo onde vão ser transmitidos os jogos do Benfica. A Sport TV é apenas uma hipótese, entre outras. A Benfica TV passa a ser grátis para os clientes da NOS e vai transmitir os encontros da equipa B, dos escalões de formação e modalidades. Quanto às ligas francesa e italiana, ficou ainda por esclarecer, onde vão ser transmitidas, a partir da próxima temporada. Com este negócio, a NOS garante ainda os direitos para a distribuição dos jogos no estrangeiro. O objetivo da operadora, agora, é assinar contratos similares com todos os clubes de futebol profissional e negociar os direitos com a concorrência.

  • Luís Filipe Vieira diz que "o país é pequeno para a marca Benfica"
    0:14

    Desporto

    Está assinado o acordo entre o Benfica e a NOS, para distribuição dos jogos dos encarnados, em casa. Questionado sobre se a venda do nome do estádio será o próximo grande negócio do Benfica, o presidente do clube disse que as novidades não deverão ficar só por aí. "O país é pequeno para a marca Benfica", foram as palavras do presidente do Benfica.

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24