sicnot

Perfil

Desporto

UEFA admite adotar tecnologia de linha de golo em 2016

A UEFA deverá decidir em janeiro adotar a tecnologia de linha de golo nos jogos do Euro 2016 e depois na Liga Europa, anunciou hoje o secretário-geral da organização, Gianno Infantino.

© Benoit Tessier / Reuters

"A tecnologia de linha de golo está em discussão há algum tempo", indicou o dirigente da UEFA em conferência de imprensa, no final de uma reunião do comité executivo da organização, afirmando existir uma "atitude positiva" em relação à sua introdução.

"Há aspetos práticos a considerar. (...) Quando a UEFA decidir utilizar a tecnologia, será para o Euro e para as competições de clubes da UEFA da próxima época (...), o que significa 80 estádios, com todos os desafios técnicos e logísticos que isso implica", afirmou.

A tecnologia da linha de golo, que permite saber, em casos de dúvida, se a bola entrou ou não na baliza, já é utilizada em quatro grandes campeonatos europeus (Alemanha, França, Itália e Inglaterra).

O presidente suspenso da UEFA, Michel Platini, é um opositor da introdução da tecnologia, que já foi introduzida pela FIFA no Campeonato do Mundo de 2014.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.