sicnot

Perfil

Desporto

Figo diz que Messi e Neymar são favoritos à Bola de Ouro

O ex-futebolista português Luís Figo defendeu hoje que Lionel Messi e Neymar são favoritos à conquista da Bola de Ouro de 2015, mas Cristiano Ronaldo também pode ser designado melhor jogador mundial, se forem considerados os registos individuais.

© Andrea Comas / Reuters

"São três magníficos jogadores. Se a lógica da conquista de troféus coletivos imperar, o título será para um jogador do FC Barcelona. Se quem votar preferir destacar os registos individuais, como os golos marcados, Ronaldo pode ganhar", disse Figo, vencedor da Bola de Ouro em 2000, à agência noticiosa espanhola EFE.

Messi, vencedor do troféu em 2009, 2010, 2011, 2012, é o grande favorito à conquista da Bola de Ouro deste ano, depois de ter contribuído para a conquista do campeonato espanhol e da Liga dos Campeões pelo FC Barcelona, tal como Neymar, que figura pela primeira vez entre os três finalistas.

Figo, que alinhou no FC Barcelona e no Real Madrid, defendeu que Messi e Ronaldo, designado melhor futebolista do mundo em 2008 (Manchester United), 2013 e 2014 (Real Madrid), "estão um patamar acima de todos os outros jogadores".

Lusa

  • Enfermeiros especialistas em saúde materna retomam protesto 

    País

    Os enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia voltam quinta-feira de manhã a interromper as funções especializadas, o que pode afetar blocos de parto e maternidades. Queixam-se de "falta de resposta política adequada" e "ausência de acordos sérios".

  • Cristas vaiada em bairro de Chelas
    1:44

    Autárquicas 2017

    Assunção Cristas promete mudanças na Gebalis, a empresa municipal que gere os bairros sociais em Lisboa. Esta manhã, a candidata do CDS à câmara visitou um bairro de Chelas, onde foi vaiada por alguns populares.

  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • "Em vez de ajudarem, estavam a tirar fotos dela a morrer"
    1:13