sicnot

Perfil

Desporto

Figo diz que Messi e Neymar são favoritos à Bola de Ouro

O ex-futebolista português Luís Figo defendeu hoje que Lionel Messi e Neymar são favoritos à conquista da Bola de Ouro de 2015, mas Cristiano Ronaldo também pode ser designado melhor jogador mundial, se forem considerados os registos individuais.

© Andrea Comas / Reuters

"São três magníficos jogadores. Se a lógica da conquista de troféus coletivos imperar, o título será para um jogador do FC Barcelona. Se quem votar preferir destacar os registos individuais, como os golos marcados, Ronaldo pode ganhar", disse Figo, vencedor da Bola de Ouro em 2000, à agência noticiosa espanhola EFE.

Messi, vencedor do troféu em 2009, 2010, 2011, 2012, é o grande favorito à conquista da Bola de Ouro deste ano, depois de ter contribuído para a conquista do campeonato espanhol e da Liga dos Campeões pelo FC Barcelona, tal como Neymar, que figura pela primeira vez entre os três finalistas.

Figo, que alinhou no FC Barcelona e no Real Madrid, defendeu que Messi e Ronaldo, designado melhor futebolista do mundo em 2008 (Manchester United), 2013 e 2014 (Real Madrid), "estão um patamar acima de todos os outros jogadores".

Lusa

  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Rui Rio comprometeu-se a realizar apenas dois debates
    0:45

    País

    Rui Rio disse esta terça-feira que foi apanhado de surpresa com a mudança de posição de Pedro Santana Lopes, que exige três debates entre os dois candidatos à liderança do PSD nos canais generalistas. Rui Rio reiterou ainda que se comprometeu a fazer apenas dois debates.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.