sicnot

Perfil

Desporto

Mourinho deixa Chelsea a um ponto da zona de despromoção

José Mourinho deixa o comando do Chelsea, num altura em que os campeões ingleses de futebol estão a apenas um ponto da zona de descida da Premier League. Ainda assim, a equipa está nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. E o treinador volta a deixar Londres sem conseguir sagrar-se campeão europeu pelo clube inglês.

© Reuters Staff / Reuters

Na sua segunda passagem pelo clube londrino, Mourinho conquistou o terceiro título inglês pelos blues e a Taça da Liga, ambos em 2014/205.

José Mourinho, que na primeira passagem por Stamford Bridge se intitulou como especial, ficando para sempre como o "special one", regressou a Londres em 2013, com um contrato de quatro anos, que entretanto foi prolongado, em agosto passado, até 2019.

Apesar de ser o treinador que mais títulos deu ao Chelsea, Mourinho volta a deixar Londres sem cumprir um dos seus grandes sonhos, sagrar-se campeão europeu pelo clube inglês.

Na primeira passagem pelo Chelsea, que marcou o início da sua carreira fora de Portugal, José Mourinho conquistou seis títulos, entre os quais dois títulos ingleses (2004/2005 e 2005/2006), em pouco mais de três anos, antes de ser despedido, em setembro de 2007.

Entretanto, "Mou" rumou ao Inter de Milão, que levou ao título europeu, e, depois, ao Real Madrid, pelo qual venceu a Liga espanhola de 2011/2012, enquanto o Chelsea voltou a ser campeão de Inglaterra e também venceu a "Champions" e a Liga Europa.

Internamente, o técnico luso, que chegou a Londres depois de ter levado o FC Porto ao título europeu em 2003/2004, ganhou ainda uma Taça de Inglaterra (2006/2007), duas taças da Liga e uma Supertaça. Na Liga dos Campeões, ficou-se por duas meias-finais.

Mourinho, que na semana passada afirmava: "Vejo-me a cumprir o meu contrato com o Chelsea. Faltam-me ainda três anos e meio", deixa o clube com apenas 15 pontos em 16 jornadas da liga inglesa, mas ainda envolvido na luta europeia.

A formação londrina assegurou o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões, depois de terminar em primeiro lugar no Grupo G, à frente dos ucranianos do Dínamo de Kiev.

Esta qualificação ficou garantida apenas na última jornada, depois de ter vencido o FC Porto por 2-0, relegando os dragões para a Liga Europa.

José Mourinho que em 2010 recebeu o prémio FIFA para treinador do ano, foi considerado o melhor técnico da 'Premier League' em três épocas e o melhor treinador da liga italiana em duas.

Em 2002/2003 e 2003/2004 o técnico português, de 52 anos, foi distinguido como melhor treinador da UEFA, e em 2006 recebeu a Ordem do Infante D. Henrique.

Com Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14