sicnot

Perfil

Desporto

Presidente do Real Madrid nega regresso de Mourinho "para já"

O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, reiterou na quinta-feira a sua confiança no treinador de futebol Rafa Benítez e que não encara, "para já", o regresso de José Mourinho, demitido do Chelsea.

© POOL New / Reuters

"Tenho boas memórias de Mourinho, que nos elevou a um nível competitivo enorme. Em três anos, chegámos a três meias-finais [da Liga dos Campeões] e só não conseguimos alcançar a final por azar. Com ele voltámos a ocupar o lugar que nos pertencia", comentou Florentino Pérez, em entrevista à Cadena Ser.

Sobre o eventual regresso de Mourinho, agora que é um treinador livre, o presidente do Real Madrid disse que "não se pode prever o futuro", mas reforçou a confiança em Benítez.

"Temos Benítez, em quem pensámos muito para resolver um problema. Não pensamos noutro treinador", assegurou.

Pérez insistiu que Benítez chegou ao Real Madrid no último defeso "para resolver um problema e continua a ser a solução", pelo que merece "todo o crédito do mundo".

"Apesar do que tem dito ultimamente a comunicação social, quem escolhe os treinadores é o clube. Temos um treinador magnífico e um grande plantel", frisou.

Para o presidente do Real Madrid, a solução não passa por procurar um novo treinador e "dizer adeus aos três meses" que Benítez já passou no banco do clube.

"Rafa Benítez é a pessoa eleita para tirar o Real Madrid de uma situação complicada e vai fazê-lo com a colaboração de todo o plantel. É um treinador que tem todo o crédito do mundo. É desta casa e de Madrid", destacou Pérez.

O líder do Real Madrid aproveitou também para desmentir que esteja nos planos do clube 'promover' o francês Zinedine Zidane, técnico da equipa B, à formação principal num futuro mais próximo.

"Um dia, Zidane será um grande treinador, não tenho dúvidas. Será no Real Madrid, mas não hoje. Nota-se que tem aprendido em passos 'gigantes'. Vê-se que será um grande treinador", rematou.

Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • Mais de 120 pessoas com hepatite A
    2:23

    País

    O surto de hepatite A já infetou 128 pessoas, 60 das quais estão internadas em hospitais de Lisboa e Coimbra. A Direção-Geral da saúde recomenda a vacinação apenas aos familiares dos doentes. Apesar de não haver ruptura de stocks, há farmácias que não têm vacinas.

  • Sobreviventes de Mossul relatam mutilações e execuções do Daesh
    1:32