sicnot

Perfil

Desporto

Guus Hiddink é o novo treinador do Chelsea

Guus Hiddink é o homem que se segue à frente do Chelsea. O holandês, de 69 anos, substitui o treinador português, José Mourinho, despedido na passada quinta-feira. O Chelsea tem esta tarde o primeiro jogo depois da saída de Mourinho do comando técnico do clube. A equipa londrina vai defrontar em casa o Sunderland, que se encontra na zona de despromoção.

© Ints Kalnins / Reuters

Esta é a segunda passagem de Hiddink pelo Chelsea, após ter substituído o brasileiro Luiz Felipe Scolari em 2009, depois de o ex-selecionador de Portugal também ter sido demitido.

"Estou muito entusiasmado por regressar a Stamford Bridge. O Chelsea é um dos maiores clubes do mundo, mas não está, de momento, onde devia estar. No entanto, tenho a certeza que podemos dar a volta esta época", refere o holandês numa nota publicada pelos campeões ingleses.

Hiddink manifestou-se ainda "muito ansioso para começar a trabalhar com os jogadores e funcionários de um grande clube", deixando um "especial desejo" de reatar "a relação maravilhosa com os adeptos do Chelsea".

O treinador holandês disse ainda que vai estar hoje em Stamford Bridge a acompanhar o jogo do Chelsea com o Sunderland, da 17.ª jornada da liga inglesa, às 15:00.

No banco estará o treinador interino Steve Holland, coadjuvado por Eddie Newton, que também será adjunto de Hiddink.

No comunicado do Chelsea, o proprietário do clube, Roman Abramovich, e restantes membros do conselho de administração dão as "boas vindas" ao treinador holandês, destacando a sua "grande experiência".

"Abramovich e a administração acreditam que Guus [Hiddink] tem o que é necessário para obter o melhor da nossa talentosa equipa", refere o comunicado.

Com Lusa

  • Solução governativa à esquerda "devolveu tranquilidade à sociedade"
    0:58

    País

    O primeiro-ministro diz que a atual solução de Governo deve continuar tendo vantagens por ser como é. Ao Expresso, António Costa manifestou-se "muito satisfeito" com a solução governativa encontrada e afirmou que esta "não depende de haver ou não maioria" absoluta na próxima legislatura.

  • O regresso a casa depois do incêndio no Sardoal
    2:43