sicnot

Perfil

Desporto

Mourinho não vai passar por período sabático porque "não se sente cansado"

José Mourinho, demitido do Chelsea na quinta-feira, não pretende passar por um período 'sabático', porque "não se sente cansado, nem precisa", refere hoje a agência que o representa o treinador de futebol, a Gestifute.

© Reuters Staff / Reuters (Arquivo)

"[José Mourinho] Não vai passar por um ano sabático, ele não se sente cansado, nem precisa. É muito otimista e já está a olhar para a frente", refere o comunicado da Gestifute, do empresário Jorge Mendes.

Apesar de o clube londrino ter anunciado na quinta-feira que José Mourinho tinha deixado o clube por "mútuo acordo", a agência refere que "foi o clube que decidiu que ele deveria sair".

"Durante a sua carreira, José [Mourinho] tem, por vezes, optado deixar um clube, mas apenas no Chelsea o clube decidiu que ele deveria sair", explica o comunicado.

Enquanto não estiver definido o futuro, a Gestifute diz que José Mourinho vai ser visto, "pelo seu amor ao futebol", nos estádios, "a trabalhar e a apoiar os amigos".

"Ele não vai estar presente nos jogos de alto nível, porque não quer motivar qualquer especulação sobre o seu futuro", acrescenta a nota.

Para já, o técnico "não vai falar sobre a sua situação atual e pede à comunicação social para respeitar esta decisão".

José Mourinho deixou o Chelsea, na segunda passagem pelo clube, atual campeão, no 16.º lugar da Liga inglesa, a um ponto da zona de despromoção.

Na Premier League, o Chelsea tem apenas 15 pontos, equivalentes a quatro vitórias, três empates e nove derrotas, encontrando-se a apenas um ponto de distância da zona de despromoção.

No entanto, a formação londrina assegurou o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões, depois de terminar em primeiro lugar no Grupo G, à frente dos ucranianos do Dínamo de Kiev e do FC Porto.

Depois de ter regressado ao clube de Londres em 2013, Mourinho conquistou o terceiro título inglês pelos 'blues' em 2014/15, tal como a Taça da Liga, o que levou à renovação de contrato até 2019.

Lusa

  • Proteção Civil alerta para inundações pontuais no país
    1:27