sicnot

Perfil

Desporto

Del Bosque coloca o seu futuro nas mãos da federação espanhola de futebol

O selecionador espanhol, Vicente Del Bosque, afirmou hoje que o seu futuro "está nas mãos" da federação espanhola de futebol e que será com o organismo para que trabalha que tomará uma "decisão final" sobre a sua carreira.

© Juan Medina / Reuters

"Quando falar com o presidente resolveremos tudo. As coisas não devem ser feitas por se ganhar ou perder. Faltam seis meses para o Europeu [de futebol em França], sou um homem da federação e, antes de mais nada, tenho de pôr-me nas mãos deles para tomar a decisão final", afirmou o selecionar espanhol.

Vicente Del Bosque, que vai liderar a seleção de Espanha no Europeu do próximo ano, falava hoje em Madrid na apresentação pública do seu livro "Ganar y Perder. La fortaleza emocional", escrito pelo jornalista Vicente García, e cuja divulgação de alguns excertos na semana passada levaram à especulação sobre a sua saída da seleção depois dos 65 anos, precisamente a idade que terá quando se realizar o torneio.

Este livro "não é uma despedida, ainda que no final se fale da reforma", esclareceu Del Bosque.

"No último capítulo creio que falo da reforma e creio que a coloco no condicional. Dizemos alguma coisa do género, 'se tudo correr na normalidade, vai ser assim'. Não tenho medo, a não ser dos assuntos de família, agora, se tenho uma grande responsabilidade nos seis meses que tenho pela frente que essa responsabilidade vá de mãos dadas com o cargo", acrescentou.

O extrato relevante divulgado na semana passada é um pouco mais assertivo do que o selecionador espanhol hoje escolheu passar sobre o seu futuro. "Se tudo correr como esperado, depois do Euro2016, deixarei a seleção nacional e a federação espanhola de futebol. Também é uma questão de saúde", pode ler-se no livro.

Em outro dos excertos, Del Bosque recorda que está à frente da seleção espanhola há oito anos e sublinha que não tenciona ficar agarrado ao cargo.

Em reação à divulgação destes excertos, a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) fez saber, logo na semana passada, que pretende manter Vicente Del Bosque na sua estrutura, mesmo depois de o técnico abandonar a seleção, após o Euro2016.

"Del Bosque é património do futebol nacional [espanhol], pelo que a sua colaboração de uma ou de outra forma é sempre bem-vinda", sublinhou à EFE uma fonte da RFEP.

Del Bosque, que substituiu Luis Aragonés depois do triunfo espanhol no Euro2008, é uma figura muito popular em Espanha, sobretudo devido às suas campanhas vitoriosas no Mundial de 2010 e à revalidação do título europeu em 2012.

Lusa

  • Reclusos que fugiram de Caxias tiveram cúmplices
    1:59

    País

    Uma falha de Portugal poderá explicar a libertação de um dos dois chilenos que fugiram de Caxias e foram apanhados em Espanha. As autoridades portuguesas atrasaram-se a enviar o mandado de detenção e a polícia espanhola libertou o fugitivo. Na investigação da fuga, acredita-se que os 3 reclusos tiveram cúmplices e a namorada de um deles já foi interrogada.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus parente e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.