sicnot

Perfil

Desporto

Van Gaal abandona conferência de imprensa incomodado com perguntas sobre o futuro

O treinador do Manchester United, o holandês Louis van Gaal, respondeu hoje a três perguntas e abandonou a conferência de imprensa de antevisão à visita ao Stoke City, da 18.ª jornada da Liga inglesa de futebol.

© Reuters Staff / Reuters

O técnico, de 64 anos, mostrou-se incomodado ao ser confrontado com a especulação sobre a sua saída e eventual substituição por José Mourinho, permanecendo apenas cinco minutos em frente aos jornalistas, aos quais assegurou que só ali estava devido às regras da 'Premier League'.

"Eu desejo-vos um Feliz Natal e talvez também um feliz ano novo, quando vos vir", referiu Van Gaal, despedindo-se: "Desfrutem do vinho e da 'mince pie' [tarte típica britânica de Natal]. Adeus".

Antes, o holandês aceitou responder a três perguntas de jornalistas televisivos, recusando todas da imprensa.

"Alguém nesta sala sente a necessidade de me pedir desculpa? Era o que eu queria saber", disparou Van Gaal, quando confrontado sobre a afirmação do treinador do Arsenal, o francês Arsene Wenger, que considerou que o holandês tinha sido "desrespeitado".

Van Gaal está a meio do seu contrato de três temporadas com o Manchester United, que após 17 jornadas ocupa o quinto lugar da Liga inglesa, a nove pontos do líder, o Leicester, e já foi relegado da Liga dos Campeões para a Liga Europa.

O futuro de Van Gaal no Manchester United tem sido posto em causa desde a eliminação na 'Champions' e a especulação ganhou uma maior dimensão desde a passada quinta-feira, quando o português José Mourinho deixou o comando técnico do Chelsea.

Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.