sicnot

Perfil

Desporto

Presidente da FPF quer o futebol solidário com os cidadãos

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, considerou hoje que a modalidade "deverá sempre ser o terreno da solidariedade, do respeito, da inclusão, da ética, da responsabilidade social ou da alegria".

Na sua mensagem de Ano Novo, publicada na página oficial da FPF na internet, o dirigente revela ter esperança de que o próximo ano seja "ano seja igualmente próspero, repleto de alegrias, jogadas mágicas e grandes golos".

Para Fernando Gomes, "2015 foi um ano de desafio, mudança e sucesso para o futebol português".

A ideia de solidariedade unida ao futebol transparece em todo o discurso de Fernando Gomes, que realça ainda "a obrigação -- de jogadores, treinadores, clubes ou dirigentes -- de servir de exemplo aos jovens ou de amparo aos mais velhos".

"Temos a obrigação de não transigir nos valores em troca de vitórias ou de nos esquecermos do respeito ao próximo (...) e temos a obrigação, através dos nossos atos e não apenas pelas palavras, de contribuir para uma sociedade mais pacífica, próspera, feliz e otimista", conclui.

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.