sicnot

Perfil

Desporto

Carlos Sousa atrasa-se mais de duas horas e pode ter de desistir do Dakar

O piloto português Carlos Sousa (Mitsubishi) teve esta segunda-feira vários problemas na segunda etapa do rali de todo-o-terreno Dakar2016, atrasando-se mais de duas horas e precisando que o seu carro fosse rebocado até ao final.

Carlos Sousa equaciona mesmo a possibilidade de ser forçado a desistir: "Não sabemos se é apenas um problema elétrico ou se é algo mais grave. Enfim, é triste mas o Dakar é mesmo assim....".

Carlos Sousa equaciona mesmo a possibilidade de ser forçado a desistir: "Não sabemos se é apenas um problema elétrico ou se é algo mais grave. Enfim, é triste mas o Dakar é mesmo assim....".

Felipe Trueba / Lusa

Em 84.º na tirada, a 2.03.50 horas do francês Sebastien Loeb (Peugeot), vencedor do troço de 387 quilómetros entre Villa Carlos Paz e Termas de Río Hondo, Carlos Sousa só terminou rebocado por outro Mitsubishi, do brasileiro João Franciosi.

"Foi um dia em que tudo correu mal... Logo ao km 48, gripámos a poli da bomba de água e estivemos cerca de 30 minutos parados para conseguir remediar este problema, embora ficando sem direção assistida no carro", começou por explicar na sua página de Facebook o piloto português.

No primeiro ponto intermédio era já 107.º, com um atraso de 22 minutos, vindo depois a subir um pouco na geral, para passar em 62.º no sétimo e penúltimo ponto intermédio.

"Foi um esforço tremendo, mas a 80 km do final, o azar voltou a perseguir-nos. Numa zona relativamente lenta do percurso, o carro desligou-se e não mais voltou a funcionar. Viemos até ao fim da especial rebocados pelo nosso colega de equipa, João Franciosi, e vamos agora tentar chegar até ao acampamento para percebermos se é possível continuar...", disse.

Carlos Sousa equaciona mesmo a possibilidade de ser forçado a desistir: "Não sabemos se é apenas um problema elétrico ou se é algo mais grave. Enfim, é triste mas o Dakar é mesmo assim....".

A duas semanas de completar 50 anos, Carlos Sousa é dos pilotos mais experientes em prova, participando no Dakar desde 1996, com 11 classificações de top-10, a melhor das quais um quarto lugar em 2003.

Nesta edição, começou em 18.º, no prólogo, a 21 segundos do mais rápido.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.