sicnot

Perfil

Desporto

Carlos Sousa atrasa-se mais de duas horas e pode ter de desistir do Dakar

O piloto português Carlos Sousa (Mitsubishi) teve esta segunda-feira vários problemas na segunda etapa do rali de todo-o-terreno Dakar2016, atrasando-se mais de duas horas e precisando que o seu carro fosse rebocado até ao final.

Carlos Sousa equaciona mesmo a possibilidade de ser forçado a desistir: "Não sabemos se é apenas um problema elétrico ou se é algo mais grave. Enfim, é triste mas o Dakar é mesmo assim....".

Carlos Sousa equaciona mesmo a possibilidade de ser forçado a desistir: "Não sabemos se é apenas um problema elétrico ou se é algo mais grave. Enfim, é triste mas o Dakar é mesmo assim....".

Felipe Trueba / Lusa

Em 84.º na tirada, a 2.03.50 horas do francês Sebastien Loeb (Peugeot), vencedor do troço de 387 quilómetros entre Villa Carlos Paz e Termas de Río Hondo, Carlos Sousa só terminou rebocado por outro Mitsubishi, do brasileiro João Franciosi.

"Foi um dia em que tudo correu mal... Logo ao km 48, gripámos a poli da bomba de água e estivemos cerca de 30 minutos parados para conseguir remediar este problema, embora ficando sem direção assistida no carro", começou por explicar na sua página de Facebook o piloto português.

No primeiro ponto intermédio era já 107.º, com um atraso de 22 minutos, vindo depois a subir um pouco na geral, para passar em 62.º no sétimo e penúltimo ponto intermédio.

"Foi um esforço tremendo, mas a 80 km do final, o azar voltou a perseguir-nos. Numa zona relativamente lenta do percurso, o carro desligou-se e não mais voltou a funcionar. Viemos até ao fim da especial rebocados pelo nosso colega de equipa, João Franciosi, e vamos agora tentar chegar até ao acampamento para percebermos se é possível continuar...", disse.

Carlos Sousa equaciona mesmo a possibilidade de ser forçado a desistir: "Não sabemos se é apenas um problema elétrico ou se é algo mais grave. Enfim, é triste mas o Dakar é mesmo assim....".

A duas semanas de completar 50 anos, Carlos Sousa é dos pilotos mais experientes em prova, participando no Dakar desde 1996, com 11 classificações de top-10, a melhor das quais um quarto lugar em 2003.

Nesta edição, começou em 18.º, no prólogo, a 21 segundos do mais rápido.

Lusa

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.