sicnot

Perfil

Desporto

Materazzi deseja boa sorte a Zidane "sem ironia"

Marco Materazzi, antigo jogador do Inter e da seleção italiana de futebol, agredido à cabeçada por Zinedine Zidane na final do Mundial de 2006, desejou esta terça-feira boa sorte ao francês nas novas funções de treinador do Real Madrid.

A cabeçada de Zidane a Materazzi - o momento que marcou a final do Mundial 2006, entre Itália e França.

A cabeçada de Zidane a Materazzi - o momento que marcou a final do Mundial 2006, entre Itália e França.

Reuters

"Zidane pode contar com o peso das suas personalidade no balneário, mas não será fácil. Os grandes 'ex' que chegam ao banco estão condenados a ganhar logo depois de dois ou três jogos. Eu, de qualquer forma, não estou a ser irónico e desejo-lhe boa sorte", disse Materazzi, em entrevista à Gazetta dello Sport.

Materazzi também envia um recado a 'Rafa' Benítez, o treinador destituído no clube de Madrid, assegurando que "sem empatia com os jogadores, não se pode ir longe".

"Tinha previsto isto, só me enganei por dez dias. Podes ser o melhor do mundo mas se não tiveres empatia com os jogadores, se não te aproximares dos que têm mais personalidade e dos que não jogam, não podes ir longe. São os que jogam menos que te salvam nos momentos difíceis", defendeu.

Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.