sicnot

Perfil

Desporto

Matías Kranevitter reforça Atlético de Madrid

O Atlético de Madrid já encontrou um substituto para o médio português Tiago, que se encontra lesionado. Trata-se de Matías Kranevitter, médio defensivo argentino contratado ao River Plate, por uma verba a rondar os 8 milhões de euros.

A época positiva no River valeu-lhe duas internacionalizações, a conquista da Taça da Libertadores e a presença na final do Campeonato do Mundo de clubes.

A época positiva no River valeu-lhe duas internacionalizações, a conquista da Taça da Libertadores e a presença na final do Campeonato do Mundo de clubes.

Shizuo Kambayashi / AP

Kranevitter tem 22 anos e foi uma das revelações do último campeonato argentino. A época positiva do jogador valeu-lhe ainda duas internacionalizações, a conquista da Taça da Libertadores e a presença na final do Campeonato do Mundo de clubes.

O treinador do Atlético de Madrid, Diego Simeone, pode assim contar com um jogador para a posição de Tiago, que continua a recuperar de uma grave lesão.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.