sicnot

Perfil

Desporto

Ali bin Al Hussein diz que Blatter e Platini foram "totalmente irresponsáveis"

O príncipe Ali bin Al Hussein, candidato à presidência da FIFA, acusou hoje Joseph Blatter e Michel Platini de terem sido "totalmente irresponsáveis" ao terem acordado um pagamento ilegal, que culminou na sua suspensão por oito anos.

Matt Dunham

"Nos dias de hoje, ter um acordo oral é totalmente irresponsável", considerou o príncipe jordano, referindo-se ao pagamento de 1,8 milhões euros que Blatter fez a Platini, sem justificação, e que levou a FIFA a suspender os dois de toda a atividade ligada ao futebol durante oito anos.

Para Ali bin Al Hussein seria uma catástrofe para a FIFA se o vencedor fosse um mau candidato.

"Dialoguei com associações nacionais por todo o mundo e todas reconhecem que este é um momento incrivelmente importante para o futuro da organização. Todos percebem que esta é a última oportunidade para fazer as coisas bem. Não queremos que daqui a um, dois anos, surjam novos escândalos", garantiu, mostrando-se determinado a salvar a FIFA.

O candidato apresentou um manifesto de 23 páginas, que inclui um limite de dois mandatos de quatro anos cada para o presidente e a publicação integral do relatório do antigo procurador norte-americano Michael Garcia sobre a organização dos Mundiais de 2018 e 2022.

Outras das medidas propostas pelo príncipe Ali são a divulgação pública das contas da FIFA, o fim da atribuição de contratos comerciais por via secreta e a escolha por voto público e não secreto das sedes dos Mundiais de futebol.

Ali bin Al Hussein defendeu ainda que os membros da entidade deveriam ser proibidos de viajar para os países candidatos a acolher a maior competição desportiva da modalidade antes da votação.

O príncipe jordano recebeu 73 votos dos 209 das associações que fazem parte da FIFA na eleição presidencial do ano passado, ganha por Blatter, que quatro dias depois anunciou a sua demissão.

Às eleições da FIFA, marcadas para 26 de fevereiro, concorrem com Al Hussein o suíço Gianni Infantino, secretário-geral da UEFA, o francês Jérôme Champagne, o sul-africano Tokyo Sexwale e Salman bin Ebrahim Al Khalifa, do Kuwait.

Lusa

  • "Só tive tempo de avisar o meu sogro e o meu marido e disse: corram!"
    2:17
  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • "Atrás das Câmaras" em Fátima
    2:48
  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC