sicnot

Perfil

Desporto

Ottmar Hitzfeld diz que contratação de Zidane é uma "loucura"

O treinador alemão Ottmar Hitzeld qualificou a contratação de Zidane como técnico do Real Madrid como uma "loucura" da parte dos 'merengues', numa entrevista publicada hoje no jornal suíço Blick.

REUTERS

"Para ele [Zidane] é como vencer o 'jackpot' da lotaria. É uma loucura", começou por dizer o técnico, de 66 anos, duas vezes vencedor da Liga dos Campeões em futebol, pelo Borussia Dortmund (1997) e Bayern Munique (2001).

Hitzfeld não poupou críticas à escolha, anunciada na segunda-feira, com o antigo internacional francês a substituir no cargo o espanhol Rafa Benítez, dizendo que Zidane "está apenas a viver do nome que granjeou enquanto futebolista".

A única experiência de Zinedine Zidane no comando técnico cinge-se a 18 meses à frente da equipa B do Real Madrid, o Castilla, competindo nas divisões secundárias do futebol espanhol.

"Zidane não provou nada como treinador e agora tem a cargo as maiores estrelas do mundo. É uma tarefa incrivelmente difícil, mas desejo-lhe o melhor", referiu ainda Ottmar Hitzfeld.

O percurso de Zidane assemelha-se ao de Pep Guardiola, atual técnico do Bayern Munique, que chegou ao Barcelona proveniente da equipa B e levou os catalães a conquistarem em poucos anos tudo o que era possível.

Para Hitzfeld um grande jogador não é sinónimo de grande treinador: "tudo depende da sua autoridade natural para liderar".

Lusa

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15