sicnot

Perfil

Desporto

Mónaco empresta médio português Rony Lopes ao Lille

O futebolista português Rony Lopes, médio de 20 anos, vai ser emprestado pelo Mónaco ao Lille até ao final da época e sem opção de compra, revelou esta quinta-feira o treinador Leonardo Jardim.

O jogador, que saiu do Benfica ainda juvenil para o Manchester City, em 2011/12, já tinha representado o Lille em 2014/15 (com 27 jogos e três golos), antes de chegar esta temporada à equipa monegasca. (Arquivo)

O jogador, que saiu do Benfica ainda juvenil para o Manchester City, em 2011/12, já tinha representado o Lille em 2014/15 (com 27 jogos e três golos), antes de chegar esta temporada à equipa monegasca. (Arquivo)

BEN CAMPBELL / Lusa

"Posso dizer que haverá dois ou três [jogadores de saída no mercado de janeiro]. Rony Lopes vai ser emprestado ao Lille, será o primeiro. Ficam a faltar dois", indicou o técnico português em conferência de imprensa.

Leonardo Jardim justificou acreditar muito o médio formado no Benfica, "mas que não é possível que todos joguem" e que será "importante para ele [o médio] jogar mais".

O jogador, que saiu do Benfica ainda juvenil para o Manchester City, em 2011/12, já tinha representado o Lille em 2014/15 (com 27 jogos e três golos), antes de chegar esta temporada à equipa monegasca.

No Mónaco, clube em que alinham também os portugueses Fábio Coentrão, Ricardo Carvalho, João Moutinho, Ivan Cavaleiro e Hélder Costa, este por empréstimo do Benfica, Rony Lopes foi utilizado apenas em dois jogos.

Lusa

  • Costa preparado para falar da renegociação da dívida no plano europeu
    2:24

    País

    O primeiro-ministro não quer quebrar com as regras impostas pela UE e não vai dar o primeiro passo na renegociação da dívida, mas estará na linha da frente quando Bruxelas ceder. Em entrevista à RTP, António Costa garante que o Governo cumpriu tudo aquilo que acordou com o presidente demissionário da Caixa Geral de Depósitos, António Domingues.

  • Nova Deli é "altamente tóxica" para os cidadãos

    Mundo

    Nova Deli foi considerada altamente tóxica para os cidadãos. A capital da Índia é considerada há mais de três anos a cidade mais poluída do mundo, mas só este ano se concluiu que é tão tóxica que é capaz de provocar doenças crónicas a quem lá vive.