sicnot

Perfil

Desporto

Djokovic e Nadal encontram-se na final do torneio de Doha

Novak Djokovic e Rafael Nadal vão ter a oportunidade de desempatar o registo nos frente a frente depois de esta sexta-feira ambos os tenistas terem garantido um lugar na final do torneio de Doha.

O espanhol vai tentar contrariar em Doha a recente supremacia do sérvio, que venceu os últimos quatro encontros entre ambos. (Arquivo)

O espanhol vai tentar contrariar em Doha a recente supremacia do sérvio, que venceu os últimos quatro encontros entre ambos. (Arquivo)

© Kim Kyung Hoon / Reuters

Djokovic, líder do 'ranking' mundial, bateu o checo Tomas Berdych, sexto da hierarquia, por 6-3 e 7-6 (7-3), numa meia-final renhida, que durou uma hora e 42 minutos.

Antes já Nadal tinha reservado um lugar na 99.ª final da carreira, ao derrotar o ucraniano Illya Marchenko, 94.º jogador mundial, pelos parciais de 6-3 e 6-4, em uma hora e 17 minutos.

O espanhol vai tentar contrariar em Doha a recente supremacia do sérvio, que venceu os últimos quatro encontros entre ambos.

Djokovic e Nadal estão empatados no frente a frente (cada um tem 23 vitórias), com o último triunfo do número cinco ATP a remontar à final de Roland Garros de 2014.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "Meninas proibidas de usar saias curtas e roupa transparente" para evitar abusos em Timor
    0:50
  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43