sicnot

Perfil

Desporto

Estádio do Celta de Vigo parcialmente fechado devido a inundações

O Celta de Vigo anunciou esta sexta-feira que fechou as bilheteiras e a loja do estádio de Balaídos, afetado por inundações, cujos efeitos podem por em causa a receção ao Atlético de Madrid, líder da Liga espanhola de futebol.

(Arquivo)

(Arquivo)

PAULO DUARTE / AP

"As bilheteiras e a loja do Celta, no estádio de Balaídos, permanecerão fechadas hoje, devido às inundações que afetaram o recinto na sequência das fortes chuvadas das últimas horas", informou o clube num comunicado publicado na sua página oficial, precisando que as instalações deverão reabrir no sábado.

Numa foto difundida no site dos galegos, podem ver-se veículos estacionados em frente ao estádio, submersos em cerca de 30 centímetros de água.

De acordo com a rádio espanhola Cadena Ser, citada pela AFP, vários equipamentos do estádio foram afetados pelas cheias, incluindo os balneários, o túnel de acesso ao relvado e a sala de imprensa.

Os serviços meteorológicos espanhóis preveem precipitações fortes para este fim de semana, o que pode afetar o encontro da 19.ª jornada de La Liga, marcado para domingo.

Lusa

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.