sicnot

Perfil

Desporto

Touré considera "indecente" a escolha de Aubameyang como futebolista africano do ano

O médio do Manchester City Yaya Touré considerou hoje "indecente" a escolha de Pierre-Emerick Aubameyang como futebolista africano do ano, considerando que a sua derrota na votação trouxe "vergonha" ao continente.

Jon Super

"É triste ver África agir assim, não dando importância a coisas africanas", disse o médio à Radio France International (RFI).

Touré era o favorito para conquistar pelo quinto ano consecutivo, um recorde, o prémio de futebolista africano do ano, depois de ter guiado a Costa do Marfim rumo ao título na Taça das Nações Africanas (CAN), mas o jogador do Manchester City perdeu para o gabonês do Borussia Dortmund.

"É isto que envergonha África. Comportar-se desta forma é indecente, mas o que posso fazer? Não demonstrámos que África é importante aos nossos olhos. Damos mais importância ao que acontece lá fora do que no nosso continente, o que é patético", concluiu.

Touré foi ainda mais longe, apontando um exemplo à escala global: "Se o Lionel Messi ganhou todos os troféus, mas a Bola de Ouro na segunda-feira for parar ao Cristiano Ronaldo, o que é que diríamos? Que era injusto".

Aubameyang, de 26 anos, é o melhor marcador da Liga alemã, com 18 golos em 17 jogos, e recebeu 143 votos na escolha dos treinadores, com Touré a receber menos sete.

O terceiro classificado, com 112 votos, o avançado ganês do Swansea, Andre Ayew, também se mostrou surpreso pela escolha, uma vez que pensava que seria o costa-marfinense a vencer e ele a ficar em segundo, por ter sido o melhor marcador da CAN.

"Atenção, o Aubameyang é um amigo e teve um ano estupendo. Mas temos de respeitar as competições. Se nós africanos não o fizermos, quem o fará? Sinceramente, teria de ser o Yaya ou eu...", argumentou à versão online do L'Équipe.

O Gabão foi eliminado na primeira ronda da CAN.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.