sicnot

Perfil

Desporto

Itália recusa votar na Bola de Ouro em protesto contra ausência de Buffon

O selecionador italiano de futebol, Antonio Conte, e o capitão, Gianluigi Buffon, não participaram na votação da Bola de Ouro em protesto contra a ausência do guarda-redes na lista de pré-candidatos, noticia hoje a comunicação social transalpina.

reuters

De acordo com os diários desportivos Gazzetta dello Sport e Corriere dello Sport, Conte e Buffon não votaram por imposição da Federação Italiana de Futebol, que tomou a decisão em novembro, quando uma fuga de informação tornou pública a lista de 59 pré-selecionados, da qual não constava o nome de Buffon.

Numa lista que integrava cinco guarda-redes - Manuel Neuer, Iker Casillas, atualmente ao serviço do FC Porto, Thibaut Courtois, Claudio Bravo e David Ospina -, sobressaia a ausência do guardião da Juventus, que na época passada foi preponderante na conquista do título italiano e na presença na final da Liga dos Campeões.

O representante da comunicação social autorizado a votar foi o único italiano que participou no processo de atribuição da Bola de Ouro de 2015, que consagrou pela quinta vez o avançado argentino Lionel Messi, já designado melhor futebolista mundial em 2009, 2010, 2011 e 2012.

O prémio foi entregue na Gala da Bola de Ouro FIFA, em Zurique, na Suíça, com o jogador do FC Barcelona a suceder ao português Cristiano Ronaldo (Real Madrid), que também era finalista, tal com o brasileiro Neymar, igualmente do 'Barça

  • O último adeus às vítimas da tragédia de Vila Nova da Rainha
    1:37

    País

    As cerimónias fúnebres das oito vítimas mortais do incêndio na Associação de Vila Nova da Rainha realizaram-se esta terça-feira. Três delas ocorreram em simultâneo na povoação do concelho de Tondela que, no passado sábado, viu a tragédia bater-lhe à porta.

  • Fóssil humano mais antigo encontrado em Portugal entregue ao Museu de Arqueologia
    3:42

    País

    O mais antigo fóssil humano até hoje encontrado em Portugal, o "Crânio da Aroeira", foi entregue no Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa. Em 2014, o fóssil foi encontrado pela equipa do arqueólogo João Zilhão perto de Torres Novas e foi restaurado e estudado na Universidade Complutense de Madrid, durante dois anos e meio.

  • De "lambe rabos" a "labrego", a polémica entre Rodolfo Reis e Bruno de Carvalho
    1:30
  • O Futuro Hoje na maior feira eletrónica de consumo do mundo
    5:14
  • Ambientalistas consideram insuficiente estratégia de Bruxelas para reduzir plástico
    2:07