sicnot

Perfil

Desporto

Paulo Gonçalves em risco de abandonar Dakar devido a avaria

O português Paulo Gonçalves poderá ter que abandonar o rali Dakar 2016, devido a uma avaria na sua mota, na nona etapa. O diretor da equipa Honda, Martino Bianchi, chegou a anunciar o abandono como certo, mas entretanto já acrescentou que o motard ainda tem hipóteses. Paulo Gonçalves seguia na segunda posição.

© Marcos Brindicci / Reuters

"Paulo Gonçalves está fora do Dakar 2016. Um arbusto entrou no radiador da sua mota e partiu-o. Toda a água saiu e poucos quilómetros depois o Paulo teve de parar com o motor partido", escreveu Bianchi, na sua página oficial no Facebook.

Contudo, minutos depois, Martino Bianchi escreveu uma nova atualização: "Paulo Gonçalves conseguiu chegar ao CP2 e ainda há hipóteses de continuar em prova".

No acompanhamento ao vivo da página oficial do rali, a organização deu conta de que o piloto natural de Esposende estava parado no segundo posto de controlo da nona etapa, devido a problemas no radiador.

O campeão do mundo de 2013 esteve quatro dias na liderança na classificação de motas, numa edição em que protagonizou um momento de 'fair-play' ao permanecer no sábado durante cerca de 10 minutos junto ao austríaco Matthias Walkner (KTM), que tinha sofrido uma queda e partido uma perna.

Na segunda-feira, Paulo Gonçalves sofreu uma queda aparatosa e, no final da oitava etapa, perdeu a liderança para o australiano Toby Price (KTM), ficando no segundo posto, a 2.05 minutos.

Com Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.