sicnot

Perfil

Desporto

Rui Barros quer FC Porto na máxima concentração para o jogo da Taça com o Boavista

O treinador interino do FC Porto, Rui Barros, exigiu hoje "máxima concentração" para o jogo com o Boavista, da Taça de Portugal de futebol, que assinala o regresso ao Bessa após a goleada (5-0) para a I Liga.

Os 'dragões' treinam novamente pelas 10:30 de sábado, no Olival, numa sessão para decorrer à 'porta fechada' e finda a qual, pelas 13:00, Julen Lopetegui fará a antevisão do jogo com os setubalenses.

Os 'dragões' treinam novamente pelas 10:30 de sábado, no Olival, numa sessão para decorrer à 'porta fechada' e finda a qual, pelas 13:00, Julen Lopetegui fará a antevisão do jogo com os setubalenses.

© Baz Ratner / Reuters

Em declarações ao Porto Canal, Rui Barros que os 'dragões' vão estar "precavidos" para um Boavista 'ferido' no orgulho, numa partida, dos quartos de final, a eliminar e numa competição "muito importante" para o FC Porto.

"O resultado de 5-0 para o campeonato já passou. Agora é uma outra competição. É um jogo da Taça, a eliminar, em que eles, se calhar, também vão estar mais fortes, mas nós vamos ter mais concentração ainda", referiu Rui Barros.

Ainda de acordo com o treinador, que substituiu interinamente o espanhol Julen Lopetegui, o 5-0 de domingo, para a 17.ª jornada da I Liga, é um resultado que acontece, mas o FC Porto tem que estar preparado para um jogo que vai ser mais difícil.

"Este jogo tem de ser ganho por uma das equipas e eles vão arriscar mais, ser mais agressivos e estar mais atentos. Vamos precavidos para isso, no sentido em que queremos fazer um bom jogo para passar esta eliminatória", advertiu.

Rui Barros reafirmou o desejo de querer ver o FC Porto na final da Taça de Portugal, mas defendeu que, para conseguir isso, os jogadores têm que estar concentrados ao máximo para o jogo de quarta-feira.

O treinador não tem dúvidas de que o Boavista é um adversário complicado, ainda por cima a jogar no seu estádio e numa partida a eliminar.

"É uma equipa com alguma agressividade, com jogadores que têm o seu valor, que joga no contra-ataque, com bolas longas, tem jogadores altos e são perigosos nas segundas bolas", considerou.

O treinador interino dos portistas recordou ainda que o Boavista tem a sua história na Taça de Portugal e, neste jogo, que é logo a seguir ao da Liga, vai querer demonstrar outra atitude e outro valor.

"Vai ser um dérbi muito interessante. No FC Porto queremos sempre ganhar. Esta é uma competição muito importante para nós e isto é um passo importante. As meias-finais são disputadas a dois jogos, o que pode facilitar a nossa tarefa", finalizou.

FC Porto e Boavista FC defrontam-se pelas 20:30 horas de quarta-feira, no Estádio do Bessa, três dias após a goleada para a I Liga, em jogo referente aos quartos de final da Taça de Portugal, em jogo arbitrado por Nuno Ortega, da Associação de Futebol do Algarve.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC