sicnot

Perfil

Desporto

Tiago Monteiro mantém-se no Mundial de Carros de Turismo em 2016

Tiago Monteiro vai continuar a disputar este ano o Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC), de novo ao volante de um Honda Civic da equipa JAS Motorsport, informou esta quarta-feira a assessoria de comunicação do piloto português.

O piloto, de 39 anos, que na época passada terminou no sétimo lugar, terá como colegas de equipa o britânico Rob Huff, que se sagrou campeão do WTCC em 2012, e o húngaro Norbert Michelisz, que foi promovido a piloto oficial Honda. (Arquivo)

O piloto, de 39 anos, que na época passada terminou no sétimo lugar, terá como colegas de equipa o britânico Rob Huff, que se sagrou campeão do WTCC em 2012, e o húngaro Norbert Michelisz, que foi promovido a piloto oficial Honda. (Arquivo)

Lusa

O piloto, de 39 anos, que na época passada terminou no sétimo lugar, terá como colegas de equipa o britânico Rob Huff, que se sagrou campeão do WTCC em 2012, e o húngaro Norbert Michelisz, que foi promovido a piloto oficial Honda.

"É uma enorme satisfação continuar a competir com a Honda. Não se trata apenas de uma equipa mas sim de uma verdadeira família. Estes últimos anos têm sido intensos, de muita aprendizagem, mas também gratificantes", assinalou Tiago Monteiro.

Apesar de não conhecer o carro com que vai competir em 2016, que será apresentado a 1 de março, em Genebra, o piloto português acredita que terá "um ano extraordinário e que os objetivos vão ser alcançados".

O Mundial de carros de turismo arranca a 20 março, na Rússia, e termina a 25 de novembro, no Qatar, após a realização de 12 provas, uma das quais em Portugal, no circuito internacional de Vila Real, a 12 de junho.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.