sicnot

Perfil

Desporto

Paulo Gonçalves consciente mas com suspeita de traumatismo craniano

O português Paulo Gonçalves está consciente mas com suspeita de traumatismo craniano, na sequência da queda sofrida hoje na 10.ª etapa do rali todo-o-terreno Dakar2016, entre La Rioja e San Juan, na Argentina.

Reuters

Reuters

© Marcos Brindicci / Reuters

A assessoria de imprensa do campeão mundial de todo-o-terreno de 2013 disse à agência Lusa que Paulo Gonçalves se queixa de muitas dores de cabeça, suspeitando-se que tenha sofrido um traumatismo craniano sem gravidade.

Paulo Gonçalves não sofreu qualquer fratura e, apesar da perda de conhecimento, aguarda os resultados dos exames para ter alta médica.

Durante a tarde de hoje, a mesma fonte deu conta de que o piloto natural de Esposende tinha sido encontrado inconsciente pouco depois do segundo ponto de passagem, por volta do quilómetro 118 da tirada, e transportado de helicóptero para um hospital próximo para observação médica.

Depois do segundo lugar no Dakar2015, Paulo Gonçalves esteve este ano quatro dias na liderança na classificação de motas, tendo partido hoje no oitavo lugar da classificação, depois de a organização o ter penalizado em 39.56 minutos.

Na presente edição do rali todo-o-terreno, o português foi protagonista de um episódio de 'fair-play', no passado sábado, durante a sétima etapa, quando liderava a corrida e permaneceu cerca de 10 minutos junto ao austríaco Matthias Walkner (KTM), que tinha sofrido uma queda e partido uma perna.

"No início da especial, parei para ajudar Matthias Walkner, que sofreu uma queda. Eu fiquei com ele até que o Pablo Quintanilla chegou. Estou bastante satisfeito com a etapa de hoje, até agora. Se eu puder repetir isso na segunda semana, ficaria, certamente, muito contente, mas acho que as etapas seguintes serão muito diferentes. Vamos a ver", afirmou então o piloto da Honda, citado pela sua assessoria de imprensa.

Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44