sicnot

Perfil

Desporto

Real Madrid vai recorrer da proibição da FIFA de inscrever novos jogadores

O Real Madrid revelou esta quinta-feira que vai "recorrer a todas as instâncias desportivas" quanto à proibição imposta pela FIFA de inscrever novos futebolistas, considerando que os argumentos usados são "absolutamente improcedentes".

O Real Madrid refuta todos os pontos, assegurando que cumpriu com todas as exigências da FIFA e sempre atuou em estrito cumprimento das regras da federação espanhola. (Arquivo)

O Real Madrid refuta todos os pontos, assegurando que cumpriu com todas as exigências da FIFA e sempre atuou em estrito cumprimento das regras da federação espanhola. (Arquivo)

© Andrea Comas / Reuters

"O Real Madrid vai recorrer da decisão da FIFA em todas as instâncias desportivas, por considerá-la absolutamente improcedente", referem os 'merengues', após desmontarem, um a um, os argumentos da sanção.

A FIFA proibiu o Real Madrid e o Atlético de Madrid de inscreverem novos jogadores durante um ano, por violação das regras relativas à contratação de menores de 18 anos.

Os principais clubes da capital espanhola poderão ainda efetuar contratações até ao fim de janeiro de 2016, mas, após o fecho do atual mercado de transferências, apenas poderão inscrever novos jogadores no fim da época 2016/2017.

"Os dois clubes foram considerados culpados da violação de várias normas relativas à transferência internacional e inscrição de jogadores estrangeiros menores, bem como de outras disposições relevantes relacionadas com a inscrição e participação de jogadores em algumas competições", indicou a FIFA, em comunicado.

O Real Madrid refuta todos os pontos, assegurando que cumpriu com todas as exigências da FIFA e sempre atuou em estrito cumprimento das regras da federação espanhola.

Terceiro classificado na atual liga espanhola, o clube dos internacionais lusos Cristiano Ronaldo e Pepe foi ainda multado em 360.000 francos suíços (330.000 euros), enquanto o Atlético de Madrid, líder do campeonato espanhol, no qual alinha o médio português Tiago, foi multado em 900.000 francos suíços (820.000 euros).

A investigação da qual resultou a sanção anunciada hoje pela FIFA centrou-se entre 2005 e 2014, no caso do Real Madrid, e entre 2007 e 2014, no caso do Atlético de Madrid, estando ambos obrigados a "regularizar a situação de todos os menores afetados" no prazo de 90 dias.

A proibição aplica-se aos dois próximos períodos oficiais para a transferência de futebolistas, mas não ao atual, que termina a 31 de janeiro, "uma vez que este começou antes de [Real Madrid e Atlético de Madrid] terem sido notificados da decisão" da Comissão Disciplinar da FIFA.

O FC Barcelona, principal rival dos dois clubes de Madrid, também foi impedido de inscrever novos jogadores durante um ano, pelo mesmo motivo, proibição que terminou, precisamente, em janeiro de 2016, na reabertura do mercado de transferências.

Apesar de ter contratado no último defeso o médio turco Arda Turan, ao Atlético de Madrid, e o defesa Aleix Vidal, ao Sevilha, o campeão espanhol e europeu apenas pôde inscrever os novos reforços no início do ano.

Lusa

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • "O ministro não escondeu nem tapou"
    1:20

    Economia

    Pedro Santana Lopes falou pela primeira vez sobre a auditoria feita à Santa Casa no período em que foi provedor. Esta terça-feira, na SIC Notícias, Santana Lopes desvalorizou as irregularidades e defendeu o ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Vieira da Silva.

    Pedro Santana Lopes

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois de terem desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Marinha resgata 138 migrantes ao largo de Lampedusa

    País

    A fragata da Marinha portuguesa D. Francisco de Almeida resgatou esta terça-feira, ao largo da ilha de Lampedusa, em Itália, 138 migrantes, entre eles 15 mulheres e oito bebés, disse à Lusa fonte do Estado-Maior-General das Forças Armadas.

  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17